Emagrecimento X perda de massa magra

A maioria das pessoas hoje em dia têm o objetivo de perder peso tanto por motivos de saúde ou estética, mas isso pode vir com um efeito colateral: perda de massa muscular. 

Cada indivíduo requer um nível de energia específico por dia para funcionar efetivamente. Ao fazer dietas restritivas para o emagrecimento, a esperança é que o corpo utilize como principal fonte de energia o excesso de gordura – que é o que ele faz – mas também, o organismo pode usar como energia outros substratos,  especialmente se a dieta for muito restrita às necessidades diárias. Nesses casos, é fácil do corpo usar os aminoácidos que formam as proteínas que constituem os músculos como fonte de energia.

Em dietas extremas, o organismo entra em “sofrimento”. Essa escassez faz o corpo deixar para “queimar” a gordura excedente em um momento pior. Por isso, antes ele vai utilizar outros tecidos para retirar energia e assim sobreviver.

Como identificar a perda de massa muscular?

Pode parecer muito bom ver os números na balança diminuindo rapidamente, mas perder peso rápido demais é um indicador clássico de perda de massa magra.

Nos primeiros meses, diminuir 1 kg por semana ou 4kg por mês é um plano saudável.

Outro sinal de perda de massa magra é a fraqueza e o cansaço –  dificuldade para realizar tarefas rotineiras. Sentir-se lento e sem disposição também podem ser indicadores de perda de músculos.

No caso de quem pratica exercícios físicos regularmente e está em dieta para emagrecimento, a falta de progressão nos treinos pode ser um aviso que as calorias estão muito baixas e que corpo está utilizando tecido muscular como energia.

Por fim, estar mais leve na balança mas não aparentar estar mais magro fisicamente. Provavelmente o que está sendo perdido são os músculos em vez de gordura, pois o tecido adiposo é mais volumoso apesar de ser mais leve que o tecido muscular. Então se há redução de peso sem redução da medida da cintura principalmente, a estratégia de emagrecimento precisa ser repensada. 

O que fazer para emagrecer sem perder massa magra?

Emagrecer é reduzir gordura corporal. Para que isso aconteça é fundamental gastar mais energia  do que se consome. Nesse contexto, dieta sim. Mas a prática de exercícios físicos é a “cereja do bolo” para preservar massa magra.

Em simples palavras: O músculo precisa de energia. Com o estímulo físico, esse tecido terá a necessidade de estar sempre com reservas energéticas para se movimentar, e essas reservas protegem  que o organismo degrade proteínas musculares para se suprir de energia, assim preservando massa magra. Por outro lado, a prática de atividade física aumenta o gasto calórico. Logo o corpo vai precisar da gordura como energia a fim de suprir suas necessidades.

Nesse processo de emagrecer corretamente, busque ajuda profissional!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *