Suor e perda de gordura

Suar demais e “de propósito”, é provável que haja sim perda de peso na balança, redução de medidas, mas e o emagrecimento acontece? Entenda o processo.

Suor e perda de gordura
Yumi Saito Consultoria

Receba os posts por email assim que foram publicados

Muitas pessoas fazem sauna, correm de agasalho na esteira, se envolvem em plásticos, dentre outras coisas, com o intuito de suar muito para emagrecer. Além disso, têm aqueles que se submetem aos caros procedimentos estéticos e produtos  que prometem o emagrecimento e diminuição de gordura. Mas será que realmente funcionam?

Como acontece o emagrecimento.

O emagrecimento começa pelo processo de quebra de gordura. A gordura fica estocada no tecido adiposo na forma de triacilglicerol (TAG – três moléculas de ácidos graxos associados a uma molécula de glicerol).

gordura

Para que esse processo aconteça, é preciso promover a lipólise (lipo– gordura e lise – quebra), ou seja, a quebra de gordura, e assim fragmentar a molécula de triacilglicerol.

Esse mecanismo se dá por enzimas ativadas por hormônios. Após a quebra de gordura, ficam fragmentos os quais precisam ser eliminados, caso contrário, essas partículas se unirão e a gordura será armazenada mais uma vez.

Então, além de ser quebrada, a gordura precisa ser oxidada.

Mais uma questão: Cripólise, aplicação de enzimas, massagens que garantem quebrar gordura têm resultado?

Mesmo que houvesse lipólise como resultado desses procedimentos, ainda não haveria a oxidação . Logo, sem perda de gordura. Para que haja o emagrecimento de fato, é preciso que a quebra e eliminação da gordura aconteça simultaneamente. E como fazer para que isso ocorra?

Atividade física intensa (Confira: Exercícios para quem odeia exercícios – parte 2 – Todo Dia), o que aumenta o metabolismo.

Nesse contexto, insere-se o suor, o nosso tema de discussão. O suor é um líquido produzido pelas glândulas sudoríparas as quais se encontram na derme, a segunda camada da pele.

gordura

Ele é composto principalmente por água, mas também pequenas quantidades de outras substâncias, como cloreto de sódio, e algumas toxinas produzidas por certos alimentos como alho, cebola, álcool e outros.

O suor tem como função refrigerar o corpo, a fim de equilibrar a temperatura corporal por volta dos 36 graus. Quando há um aquecimento demasiado do corpo, que o organismo entende como uma situação de risco, e a sudorese ocorre no sentido de proteção para eliminar o excesso de calor, produzida pelo metabolismo, pelo esforço muscular ou pela temperatura externa.

Quando se usa roupas pesadas para correr ou se envolve em plásticos, por exemplo, aumenta-se a temperatura corporal, assim como impede-se a eliminação do suor adequadamente.

Como consequência, a pessoa se vê “encharcada”, o que leva muitos a pensarem que estão emagrecendo. Porém , o que acontece é que menos suor está sendo evaporado, resultando no aquecimento excessivo do corpo e com isso, diminuindo e até parando alguns processos fisiológicos, por causa da hipertermia (temperatura corporal central acima de 39 graus).

Mas antes disso acontecer, o corpo desacelera o seu funcionamento para que a produção de calor seja menor, evitando o risco de colapso.

É fato que em dias mais quentes, ou quando se está com febre, naturalmente o corpo fica mais indisposto, mais preguiçoso, e ao fazer atividades físicas nessas situações, a fadiga muscular acontece mais rápido, afinal o organismo está fazendo o máximo para se preservar.

A falsa perda de gordura

gordura

Nesse contexto, um dos processos fisiológicos que vai diminuir é o do quebra da gordura. Ou seja, elevando a temperatura, de fora para dentro, passa-se a usar menos gordura. Ao suar excessivamente, perde-se água e com essa perda, a gordura não está relacionada, pois ambos não se misturam.

No tecido adiposo, onde a gordura é estocada, quase não há água. Diferente do tecido muscular, que é composto por 75% de água. Então, no caso da sudorese em demasia, quem mais sofre danos são os músculos (tão difíceis de serem construídos!).

Suar demais e  “de propósito”, é provável que haja sim perda de peso na balança, redução de medidas, mas emagrecimento , não tem. O dito popular, “ Quer emagrecer? Tem que suar”, é suar no sentido de ter disciplina, se dedicar a prática de exercícios físicos e se alimentar adequadamente. Quanto aos procedimentos estéticos, não tenho nada contra, pelo contrário gosto e faço, use-os como complemento, para realçar sua beleza e elevar o seu o bem estar.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também