Exercícios físicos e o efeito da vacina contra o COVID-19

Atualmente, um do assuntos mais discutidos é sobre o real efeito da vacina contra o coronavírus. Sobre isso, um estudo revelou que pessoas que praticam exercícios, a resposta da imunidade aumenta com a vacina

Exercícios físicos e o efeito da vacina contra o COVID-19

Parte da série Coronavírus, em 354 posts

A vacinação já começou e precisamos entender que a atividade física regular está associada à prevenção de inúmeras doenças não transmissíveis, assim como as infecções virais, como no caso do COVID-19.

Sobre isso, foram levantadas por um estudo de meta-análise, as seguintes hipóteses:

Primeiro que pessoas fisicamente ativas são provavelmente mais resistente à infecção por causa de uma melhor imunidade;

Em segundo lugar que a atividade física também tem um efeito protetor indireto contra doenças infecciosas pois melhora a saúde cardiovascular e metabólica, e reduzindo o risco de doenças crônicas, logo diminuindo o risco de infecções;

Terceiro, há uma sugestão de que a atividade física também está associada a uma resposta mais favorável à vacinação,  assim a imunidade adquirida pode ser maior em pessoas fisicamente ativas.

vacina

Certamente, nos dias atuais, a questão mais discutida é sobre o real efeito da vacina contra o coronavírus. E essa pesquisa, intitulada Effects of Regular Physical Activity on the Immune System, Vaccination and Risk of Community-Acquired Infectious Disease in the General Population: Systematic Review and Meta-Analysis, mostrou que pessoas que praticam exercícios regularmente, a resposta da imunidade aumenta com a vacina.

O que é a vacina?

A vacina, em simples palavras, é uma exposição do indivíduo a um potencial agressor, no caso o vírus. O corpo humano reconhece esse vírus e desenvolve uma resposta imune, a qual dificultará que essa pessoa adoeça se estiver em contado com o suposto agressor.

Em pessoas fisicamente ativas, a imunidade se torna melhor, isto é, a imunidade fica mais eficiente se comparada as de pessoas sedentárias e com maus hábitos, para as quais a probabilidade do efeito da vacina diminui.  

Como o exercício físico atua no sistema imune?

O exercício físico induz mudanças consideráveis no sistema imune, podendo causar benefícios ou prejuízos em seu funcionamento, dependendo da intensidade, duração e descanso.

No entanto, as atividades moderadas de curta duração promovem melhoras na imunidade, com diminuição do risco de adoecimento. Já as atividades extenuantes ou de longa duração, causam prejuízo na imunidade, aumentando o risco de adoecimento.

vacina

Neste contexto, há estudos mostrando que, em geral, atletas competitivos, principalmente nos esportes de longa duração, como maratonistas, ciclistas e triatletas, possuem baixa contagem e baixa atividade de células imunes.

Porém, em pessoas fisicamente ativas ou com boa capacidade física, há evidências de melhor função imune e menor risco de adoecimento, pois há um aumento na contagem de células imunes – neutrófilas e natural killer (NK) – e nas concentrações salivares de imunoglobulina, depois da prática de atividade física de intensidade moderada.

Os hormônios também estão relacionados  ao exercício físico e o sistema imune. Hormônios associados ao estresse, como a adrenalina e o cortisol, podem suprimir a função das células imunes e estimular a inflamação, indicativo de intensa atividade metabólica.

Então, é importante atentar-se a dose dos treinos e aplicar estratégias adequadas de recuperação, incluindo sono, alimentação, controle de estresse, dentre outros.

Em resumo, o que a ciência nos revela é que as atividades físicas regulares melhoram o sistema imune, aumentando a resistência contra doenças infecciosas, diminuindo o risco de infecção e fortalece a potência da vacina contra COVID-19.

Se você quiser outras informações sobre a vacina do coronavírus, veja o que o microbiologista Victor Pimentel, que atualmente trabalha na pesquisa do coronavírus em Portugal, diz sobre o assunto, dentro do documentário do Todo Dia no YouTube:

Yumi Saito

Fundadora de YUMI SAITO SPORTS LIFE & CONSULTORIA, é professora de Educação física, especializada em educação especial. Tem 11 anos de experiência em treinamento de grupos especiais e educação física escolar.

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *