Boas e más combinações de alimentos segundo os japoneses

Boas e más combinações de alimentos segundo os japoneses

Quando se trata de dieta e alimentos em geral, há várias combinações para escolher, mas estar ciente do que essas combinações podem fazer por você é fundamental

Para muitas pessoas, alimentar-se é uma ação trivial do dia a dia. Comer é simplesmente uma parte da rotina diária, algo que precisa ser feito o mais rápido possível, sem se importar muitas vezes com a qualidade do alimento, e nem mesmo com as suas combinações.

Existe no mundo uma enorme variedade de comidas das quais se pode desfrutar. Porém, a combinação de certos tipos de alimentos é capaz de beneficiar ou prejudicar o seu organismo. No Japão há um termo para isso, o Kuiawase (食い合わせ) que são as combinações de alimentos bons e ruins.

Os japoneses avaliam se uma combinação de alimentos é boa ou ruim a partir de fatores históricos. Por exemplo, comer cogumelos Matsutake com caranguejo especial de Hokkaido é algo muito luxuoso, portanto, “um desperdício”. Outro motivo pelo qual uma combinação de alimentos pode ser ruim é a diferença de temperatura entre eles.

De acordo com a Teoria Alimentar Chinesa trazida para o Japão, as combinações de alimentos quentes e frios podem afetar a saúde. Contextualizando, alimentos quentes referem-se a qualquer coisa picante ou amarga, cozidos em fogo alto, de cor quente, como vermelho e amarelo, e com alto teor calórico. Por exemplo, carnes vermelhas, alimentos fritos e álcool. Já os alimentos frios, por outro lado, são suaves ou azedos, cozidos em baixo ou nenhum calor, de cor fria, como branco e verde, e com baixa quantidade de calorias. Por exemplo, vegetais verdes, tofu, iogurte e outros.

Seguindo esse raciocínio, alimentos quentes devem ser evitados no verão porque aquecem muito o corpo, enquanto alimentos frios devem ser evitados no inverno porque resfriam muito o corpo. E também é possível comer alimentos quentes para curar doenças causadas ou agravadas por alimentos frios e vice-versa.

Quais são as combinações de alimentos que devem ser evitadas?

1-Tempura e melancia

O tempura é um prato tradicional japonês, crocante à base de vegetais. A melancia é uma fruta fresca e refrescante. Comê-los na mesma refeição é literalmente tentar misturar óleo e água em um ambiente ácido, o estômago. Isso leva à indigestão, azia, cólicas estomacais e diarreia, em algumas pessoas. 

A mesma reação acontece ao misturar Unagi (enguia) e melancia, ou qualquer outro alimento frito ou oleoso com algo que contenha muita água.

É válido ressaltar que a melancia é um excelente alimento que fornece vitamina A, vitamina C, potássio e outros minerais. É pobre em calorias, pois contém muita água, auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares e câncer, hidrata e além disso, ajuda a manter os níveis de colesterol no sangue controlados.

2 – Chá verde e a maioria das refeições

O chá verde é uma parte importante da culinária e da cultura japonesa. É benéfico à saúde por conter antioxidantes que ajudam a reduzir os danos às células e combater doenças crônicas e também, pode ajudar a proteger contra doenças cardíacas e reduzir o colesterol “ruim”.

No entanto, o chá verde tem seus pontos negativos. Como ele contém cafeína interfere na capacidade do corpo de absorver Ferro, que se estiver deficiente no organismo pode causar anemia. Esse problema de saúde se apresenta comumente no Japão, com alguns estudos indicando que até 19% da população feminina  pode sofrer dela. Ao beber chá verde durante ou após uma refeição, pode prejudicar o quadro de anemia para quem já tem ou tem pré-disponibilidade.

Leia mais em: As superfoods do Japão – alimentos tradicionais que te ajudam a manter a saúde

Misturar alimentos quentes

Sake e shochu são bebidas alcoólicas japonesas consideradas alimentos quentes – eles aquecem o corpo e promovem o fluxo sanguíneo, o que pode ser benéfico quando bebidos com moderação. Conforme mencionado anteriormente, alimentos fritos, picantes e com alto teor calórico, em geral, também são alimentos quentes de acordo com a Teoria Alimentar Chinesa, portanto o indicado é evitar consumi-los em uma mesma refeição.

Embora nenhum desses pratos ou bebidas sejam necessariamente ruins se ingeridos com moderação, a combinação dos dois pode ter consequências sérias para pessoas com problemas cardíacos, especialmente aqueles não diagnosticados.

Dada a situação global, muitas pessoas ficam em casa bebendo ou fazendo Nomikai  飲み会 (festas com bebidas) online – ou não – com família e  amigos. Durante essas reuniões, muitos tem uma tendência a comer em excesso e fazer combinações ruins entre os alimentos, o que pode resultar em sérios problemas cardíacos, sem falar no ganho de peso – que já é um problema – gota, diabetes e outras doenças relacionadas ao estilo de vida, que no Japão é chamado de Seikatsushyuukanbyo 生活習慣病, as quais vêm crescendo no país.

O mesmo vale para os petiscos e lanches. Comer nozes salgadas, nori – algas kombu secas ou minissardinhas secas com saquê com muita frequência podem se tornar prejudicais à saúde. E não é culpa dos alimentos – geralmente, eles são bons para você – mas o alto teor de sal em combinação com álcool pode ser muito ruim para pessoas com problemas cardíacos, diagnosticados ou não.

Quando se trata de dieta e alimentos em geral, há várias combinações para escolher, mas estar ciente do que essas combinações podem fazer por você é fundamental. Tenha cuidado ao combinar alimentos, assim evitará desconfortos desnecessários a curto e a longo prazo.

Foto destacada por Daria Shevtsova no Pexels

Fundadora de YUMI SAITO SPORTS LIFE & CONSULTORIA, é professora de Educação física, especializada em educação especial. Tem 11 anos de experiência em treinamento de grupos especiais e educação física escolar.

Veja o perfil completo de Yumi Saito