O Natal no Japão: como são as celebrações

O Natal no Japão: como são as celebrações

O Natal no Japão é uma das épocas mais divertidas e festivas do ano. É visto como um tempo para espalhar a alegria. Conheça mais um pouco das tradições dessa época do ano no Japão.

O Natal no Japão é uma das épocas mais divertidas e festivas do ano.

Apesar de ser uma festa originalmente ocidental, o Natal japonês não possui nenhuma conotação religiosa, e nem mesmo chega a ser um feriado nacional. No entanto, muitas das coisas tradicionalmente associadas ao Natal, como as árvores decoradas, os enfeites de luzes, a troca de presentes e os mercados de Natal podem ser encontrados aqui, bem como algumas tradições que são puramente japonesas.

O Natal no Japão é visto como um tempo para espalhar a alegria. Os amigos festejam e se divertem, e os casais planejam um jantar romântico. Isso mesmo, amigos e casais. É no Ano Novo que as famílias se reúnem, visitam um templo e iniciam o dia 1º de janeiro com muita comida e bebida.

A véspera de Natal é considerado o dia mais romântico do ano. Reservar uma mesa para jantar pode ser difícil, como acontece no dia dos namorados no Brasil. A iluminação noturna que toma conta da cidade contribui e muito com esse clima aconchegante. Todos os anos os japoneses se esmeram nas iluminações de Natal ou também chamadas Iluminações de Inverno. Shopping centers, restaurantes e as ruas têm a mais incrível exibição de luzes que você pode imaginar.Desde pequenas decorações até espetaculares projeções audiovisuais que começam em novembro e podem ir até o dia dos Namorados em 14 de fevereiro.

Outra atividade popular é visitar a Disneylândia de Tóquio e ver todos os desfiles, que conta com uma decoração linda e muitos fogos de artifício. A temporada de Natal vai da segunda semana de novembro até o dia 25 de dezembro. No dia 26, todas as decorações são renovadas pelas de Ano Novo.

O Natal no Japão: como são as celebrações 1

O Natal no Japão também tem comida típica. É o bolo de Natal, um bolo fofinho, coberto com chantilly e morangos. As pessoas encomendam com antecedência o seu bolo e ele está em toda a parte para que ninguém fique sem. É considerado um símbolo de prosperidade desde que o Japão se levantou das ruínas após a Segunda Guerra Mundial.

Outra comida típica aqui é o frango frito do Kentucky Fried Chicken. De alguma forma, essa tradição realmente encarnou o espírito japonês do Natal. 

Mas por que? Nos anos 70 um dos primeiros gerentes da rede, Takeshi Okawara ouviu dois estrangeiros comentarem cheios de saudades de sua terra natal que gostariam de comer sua comida típica nessa época do ano. Desde então a KFC lançou uma enorme campanha de Natal que foi um sucesso e tornou-se tradição encomendar um “balde de festa”. É preciso reservar com semanas de antecedência e mesmo assim, no dia há muita fila para receber a refeição especial natalina.

E os presentes?

O Natal no Japão: como são as celebrações 2

Nessa época há muitas feiras com comidas típicas, enfeites e presentes para toda a família e amigos. Como o Natal não é uma tradição japonesa, todas as lojas no Japão estão abertas como de costume. A troca de presentes fica mais entre os casais mesmo, muitas ofertas das lojas são de itens tipicamente românticos. Os japoneses tem uma tradição em dar presente no final do ano, que não tem nada a ver com o Natal, que os mais antigos ainda mantém. 

O oseibo é um presente tradicionalmente trocado em dezembro, o mais tardar no dia 20, para agradecer àqueles que nos ajudaram ao longo do ano. Exemplos típicos de oseibo são cestas de frutas, biscoitos ou saquê. É uma tradição que está dando lugar aos presentes de Natal. Dificilmente os mais jovens dão presentes oseibo hoje e dia.

Nós ocidentais ouvimos falar muito do omiyage e o entendemos como presente, lembrança, souvenir. Mas este também tem o seu momento específico. Esses presentes são para família, amigos ou colegas de trabalho que não participaram de uma viagem em que você estava.  Em geral são comestíveis, produtos e iguarias locais das cidades que você visitou nas últimas férias, para levar um gostinho da sua viagem às pessoas que você gosta.

Etiqueta ao presentear

Existem algumas regras de etiqueta no que se refere a presentes. No Japão é um ato muito importante, às vezes até mais do que o próprio presente em si. O quanto foi gasto na compra também não é mais importante do que o significado por trás disso.

O Natal no Japão: como são as celebrações 3

Quando for entregar à pessoa destinada, faça-o com as duas mãos, as palmas voltadas para cima e diga a frase “Tsumaranai mono desu ga…”, significa que não é muito. A modéstia é peça chave. A pessoa pode se recusar a aceitá-lo e isso é sinal de educação, então insista em entregar o seu presente.

Outro sinal importante da sua relação com a pessoa e o presente em si é a apresentação, o esmero com que foi embalado. A cor do embrulho também é importante, embora estejam mais flexíveis com relação a isso é de bom tom prestar atenção a esse ponto.

Algumas coisas devem ser evitadas como 4 unidades, por exemplo. Existe uma superstição forte aqui com relação ao número 4 que é a mesma fonética da palavra para morte. Também em número de 9 peças, plantas em vasos, lírios, flor de Lótus e Camélias.

Ah, e não entregue já no início do encontro. Espere a confraternização se extender um pouco valorizando o momento da entrega.

O Natal no Japão: como são as celebrações 4

Uma música é especialmente famosa no Natal e no final do ano no Japão – a Nona Sinfonia de Beethoven e seu ato final, “Ode à Alegria”. Coros de todo o país cantam em alemão.  Um coral em Osaka, tem 10.000 pessoas, amadores e profissionais se reúnem para as apresentações de Natal. Cantar em alemão é especialmente difícil para os japoneses. Muitos pensam  ‘Eu não consigo fazer isso’, mas outros membros do coral os incentivam a se esforçarem mais e, trabalhando juntos, eles dão conta do recado. “O sentimento de realização é sublime”, diz o diretor do coral, Yutaka Sado.

Foi cantado pela primeira vez no Japão no Natal por prisioneiros de guerra alemães na Primeira Guerra Mundial e ao longo dos anos se tornou cada vez mais popular.

A letra “Todos os homens serão irmãos” resume o sentimento do povo que passou por guerras. É por isso que eles cantam com tanta emotividade, porque vem diretamente de seus corações.

Alguns locais de apresentação em Tóquio:

Tokyo Metropolitan Symphony Orchestra: 24 e 25 de dezembro às 19 horas.

Suntory Hall: 26 de dezembro às 19 horas.

Japan Philharmonic Orchestra: 28 de dezembro às 14 horas.

Feliz Natal

Jaqueline Kuriu é praticante de Kyudo, a arqueria tradicional japonesa, e estudante de japonês. Atualmente mora em Tóquio, mas nasceu em Curitiba, onde se formou em Educação Física pela UFPR. Trabalhou com dança e atividades culturais, e realizou palestras sobre arte, música, cultura e viagens.

Veja o perfil completo de Jaqueline Kuriu