Flor de Ume anuncia a primavera no Japão

Flor de Ume anuncia a primavera no Japão

A ameixeira é uma das árvores mais valorizadas do Japão. À medida que florescem, elas representam o degelo do inverno e a chegada da primavera que traz consigo a alegria e o perfume das flores

A ameixeira é uma das árvores mais valorizadas do Japão. À medida que florescem, elas representam o degelo do inverno e a chegada da primavera que traz consigo a alegria e o perfume das flores. O tronco e galhos marrom escuro, os botões de flores coloridos e a neve branca formam um retrato impressionante de cores contrastantes.

Como as flores não são afetadas pelo gelo ou pelo frio, representam boa saúde e superação de adversidades. Simbolizam também perseverança e esperança, além de beleza, pureza e transitoriedade da vida, que são ensinamentos muito belos e valorizados pelos japoneses. Apreciar uma ameixeira em flor traz à memória todos esses significados.

Flor de Ume anuncia a primavera no Japão 1

O povo do Japão acredita que as flores ume funcionam como um “espírito de saúde”. Traz algo novo que nos leva a começar nossa nova vida de uma maneira melhor. Porque floresce ainda no inverno frio, e mantém sua integridade, a flor da ameixa é considerada um dos “Três Amigos do Inverno”, juntamente com o cedro e o bambu.

As ameixeiras foram introduzidas no Japão pela China, no século VIII, no período Nara, e foram consideradas árvores ornamentais destinadas aos jardins da nobreza e dos espaços públicos. Associadas à boa sorte, acredita-se que as flores de ameixa, os seus frutos e as próprias árvores afastem o mal; portanto, você as encontrará plantadas em torno de santuários, templos e jardins famosos.

Os historiadores consideram as flores de ameixa, ou flor de ume, a flor original que iniciou a tradição do hanami, que são as festas de apreciação de flores no Japão.

A ameixa está associada ao início da primavera, pois as flores de ameixa são algumas das primeiras a abrir durante o ano. Na maioria das áreas do Japão, incluindo Tóquio, elas geralmente florescem em fevereiro e março. O evento é comemorado com festivais, chamados Ume Matsuri, e acontecem em parques públicos, santuários e templos em todo o país.

Flor de Ume anuncia a primavera no Japão 2

Assim como as cerejeiras, as ameixeiras possuem muitas variedades de cores, quantidades de pétalas e formatos dos galhos das árvores. A maioria das flores de ameixa tem cinco pétalas redondas e a cor varia do branco, passando por vários tons de rosa até chegar ao rosa escuro, quase vermelho. Algumas espécies têm galhos chorosos que pendem graciosamente. Ao contrário das flores de cerejeira, as flores de ameixa têm uma fragrância forte e doce.

Nas Artes

A beleza das flores de ameixeira estampam quimonos, jóias, pinturas em telas, porcelana, cerâmica e laca. São muito utilizadas na decoração de ambientes e de casamentos no início da primavera. E também são excelentes escolhas para bonsai. Está presente em todas as manifestações artísticas japonesas, sendo tema frequente em histórias, canções folclóricas, romances e poemas.

As flores de ameixa são frequentemente mencionadas na poesia japonesa como um símbolo da primavera. Quando usados ​​no haiku ou renga (tipo de poesia japonesa) são uma palavra de kigo especificamente para o início da primavera. Kigo é um termo tal como um nome de animal ou de planta que o escritor de haiku inclui em seu poema para informar ao leitor a estação do ano em que esse poema foi escrito.

Flor de Ume anuncia a primavera no Japão 3

No ukiyo-e e em outros tipos de pinturas, as flores de ameixa geralmente aparecem ao lado do uguisu, são pequenos pássaros verdes também conhecidos como símbolo do início da primavera.

Lenda da Ameixeira

Segundo uma lenda, no período Heian havia um famoso personagem da corte imperial japonesa chamado Sugawara no Michizane. Devido a manobras políticas por disputas de poder, Michizane foi removido de sua alta posição acadêmica na corte imperial e nomeado para um posto oficial menor na região de Dazaifu, em Kyushu. Solitário e afastado da sua vida na corte, sua ameixeira favorita voou até Kyushu para ficar perto dele. 

Após seu exílio e morte, Michizane foi deificado como expressão do deus Tenman-Tenjin, razão pela qual os santuários Tenjin ou Tenmangu em todo o Japão são famosos por seus festivais de flores de ameixa. Michizane foi um grande estudioso, político e excelente poeta, e hoje é reverenciado como o deus do aprendizado. Há séculos os imperadores do Japão costumam realizar uma festa de visualização de flores de ameixa todos os anos.

Benefícios do Ume para a saúde 

A fruta ume é mais azeda que a ameixa ou damasco ocidental e geralmente é processada de várias maneiras antes de ser consumida. A forma processada mais popular é o umeboshi, uma ameixa em conserva azeda, que geralmente é apreciada com arroz cozido. Umeboshi é um dos sabores japoneses mais típicos. Umeshu, uma bebida alcoólica doce feita de ameixas, também é muito popular.

Flor de Ume anuncia a primavera no Japão 4

Dentre os principais benefícios para a saúde são: é uma fruta altamente nutritiva, boa fonte de proteínas e minerais. É ainda recomendada, como fonte de ferro, cálcio e fósforo e magnésio, além de ajudar a aumentar a imunidade, daí então a sua fama de curar e afastar o infortúnio (da doença). Tem efeitos antibióticos e antissépticos, previne a fadiga, o stress e reduz o envelhecimento precoce. Alcaliniza o sangue e mantém o pH em equilíbrio,alivia a acidez estomacal, acalma problemas intestinais e digestivos, previne o enjoo e combate os vômitos durante a gravidez, alivia dores de cabeça, bom para prevenir e curar resfriados e gripes.

Mesmo tendo tantas propriedades benéficas para a saúde, a sua ingestão deve observar alguns cuidados. Por ser uma conserva salgada e ácida, hipertensos, pessoas sensíveis à acidez e lactantes devem tomar cuidado. O ideal é sempre buscar orientação nutricional.

Diz-se que a ingestão de umeboshi já no café da manhã evita o infortúnio. Se pararmos para pensar, o umeboshi tem uma série de benefícios para a saúde e para a imunidade, e isso mantém afastadas as doenças que podemos considerar infortúnios.

Ume Matsuri e suas tradições

Se você estiver viajando pelo Japão durante os meses de fevereiro e março, não deixe de participar do Ume Matsuri. Muitos eventos culturais são realizados em parques públicos, templos e santuários em todo o Japão. Como a cerimônia do chá ao ar livre, histórias em quadrinhos de kodan e rakugo, performances de koto, aulas de haiku, sessões de fotografia, bebidas amazake e apresentações de palco. Muitas barracas de fast food vendem e oferecem iguarias tradicionais, bonsais, flores e muito mais. O festival começa em fevereiro e vai até final de março.

Abaixo estão alguns pontos famosos para apreciar a florada da ameixeira em torno de Tóquio:

Flor de Ume anuncia a primavera no Japão 5

Santuário de Yushima Tenjin: Este santuário é dedicado a Sugawara no Michizane, o personagem da narrativa acima que foi deificado como um tenjin, deus do aprendizado. Como a Universidade de Tóquio está a uma curta caminhada, não surpreende que muitos alunos venham aqui para orar por sorte nos exames de admissão. O santuário é conhecido por suas lindas árvores de ameixa e, anualmente, comemora a florada com um festival de um mês repleto de apresentações, uma procissão de mikoshi (santuário portátil) e barracas de comida.

Hanegi Park: A uma curta viagem de trem a partir do centro de Tóquio, o Hanegi Park é um pequeno parque público com cerca de 600 a 700 ameixeiras de vários tipos.

Koishikawa Korakuen é um jardim tranquilo no centro de Tóquio que apresenta um pequeno bosque de ameixeiras para apreciação. 

Shiba Parque: O Shiba Parque foi construído em torno do Templo de Zojoji, próximo à Torre de Tóquio. Abriga cerca de 70 ameixeiras rosa e brancas. Há um festival anual de dois dias que celebra o florescimento das flores de ume com apresentações de música tradicional japonesa e cerimônia do chá. Vale a pena conferir as datas a cada ano.

Há muitos outros lugares para apreciar a florada das ameixeiras. Se você estiver no Japão entre fevereiro e março, verifique a programação da cidade onde estiver hospedado, pois com certeza haverá um matsuri, um lindo parque ou um jardim para contemplar a beleza dessas flores e refletir sobre os significados de força, delicadeza e perseverança ao celebrar o início da primavera e a renovação da vida após o frio rigoroso do inverno. 

Jaqueline Kuriu é praticante de Kyudo, a arqueria tradicional japonesa, e estudante de japonês. Atualmente mora em Tóquio, mas nasceu em Curitiba, onde se formou em Educação Física pela UFPR. Trabalhou com dança e atividades culturais, e realizou palestras sobre arte, música, cultura e viagens.

Veja o perfil completo de Jaqueline Kuriu