Alimentos (muito) ruins para o coração

Conheça três alimentos aparentemente inofensivos, que podem ser um veneno para o seu coração.

Alimentos (muito) ruins para o coração
Yumi Saito Consultoria

Receba os posts por email assim que foram publicados

As doenças do coração fazem parte das DCNT (doenças crônicas não transmissíveis ) que enquadram as doenças cardiovasculares, câncer, diabetes e doenças respiratórias crônicas. Essas patologias são atualmente as principais causas de morte no Brasil e no mundo, sendo que essas, em muitos casos,  podem ser prevenidas com a simples adoção de hábitos saudáveis.

Dentre os hábitos saudáveis, tem-se a alimentação – fonte de sobrevivência e saúde. Como disse Hipócrates: “Que seu remédio seja seu alimento, e que seu alimento seja seu remédio”. Com base nisso, vamos conhecer três alimentos aparentemente inofensivos, que ao contrário de remédios, podem ser um veneno para o seu coração.

Margarina

Alimentos (muito) ruins para o coração 1

Há quem não viva sem um pote de margarina na geladeira. Seja para passar no pão ou fazer receitas. A margarina é produzida à base de óleos vegetais, que são fontes de lipídeos, os quais desempenham  importantes funções  no nosso corpo, como: reserva energética , função endócrina (hormônios sexuais), armazenamento e veiculação das vitaminas A,D,E e K, imunidade, dentre outras.

Porém, para fabricação da margarina, a indústria faz o processo de hidrogenação dos óleos vegetais. Então, acrescentam mais hidrogênios a fim de obter consistência e isso acaba mudando a configuração dos ácidos graxos que compõem os óleos vegetais ,  assumindo agora a configuração TRANS, a qual NÃO é normal para o para o nosso organismo.

Ao consumir a gordura TRANS, tanto da margarina quanto dos produtos ultraprocessados (ex:  sorvetes, massas instantâneas, salgadinho de pacote, bolos prontos, biscoitos, chocolates, pipoca de micro-ondas), o organismo não consegue metabolizar esse tipo de gordura, que pode se acumular na corrente sanguínea e gerar problemas cardiovasculares, por exemplo.  A gordura TRANS também tem ação hipercolesterolêmica, que leva ao bloqueio e inibição da nossa síntese de ácidos graxos , aumento do LDL, o ”colesterol ruim”, e diminuição do HDL o “colesterol bom”.

Alimentos (muito) ruins para o coração 2

Bebidas Energéticas

Alimentos (muito) ruins para o coração 3

O marketing de produtos das bebidas energéticas pode manipular a opinião do público em geral, fazendo você pensar que precisa dessas bebidas para se sentir energizado e tudo mais.  No entanto,  a realidade é que, além de altas doses de cafeína, elas contêm misturas de outros ingredientes estimulantes.

A associação de certas marcas com atletas e esportes, levam muitas pessoas pensarem que “quanto mais é melhor”, porém essas bebidas têm sido relacionadas a elevação da pressão arterial e a eventos cardíacos.

Pessoas hipertensas correm um alto risco de reações adversas ao consumir bebidas energéticas. Quer ter mais energia? Pratique exercícios físicos e alimente-se adequadamente. Nem de um “cafezinho” para acordar você vai precisar mais!

Álcool

Alimentos (muito) ruins para o coração 4

O problema da bebida alcoólica, ao meu ver, são dois: o “beber socialmente” e o “ tomo só uma latinha”. É fato que a ingestão de álcool mesmo com a tal moderação aumenta o risco da pressão arterial ,problemas cardiovasculares, assim como diversos problemas de saúde.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) não existe um padrão de consumo de álcool que seja absolutamente seguro. Mesmo que o consumo seja moderado, há consequências a curto e a longo prazo.

A moderação

“A OMS define como dose padrão 10g de etanol puro e a Instituição NIAAA – National Institute on Alcohol Abuse and  Alcoholism estabelece como dose padrão 14g de etanol puro. A primeira recomenda que tanto homens quanto mulheres não consumam mais que duas doses por dia; a segunda, diz para que mulheres não excedam uma dose por dia e homens, 2 doses por dia.

Na prática, 14g de álcool corresponde  a   350ml de cerveja ( 5% de álcool), 150 ml de vinho (12% de álcool) ou 45 ml de destilado (vodka, uísque, cachaça, gin, tequila – 40% de álcool)

Cuide-se!

 Margarina, bebidas energéticas e alcoólicas são como doses de veneno para a saúde, principalmente para o coração. Por isso, é necessário que revejamos os conceitos sobre esses produtos. Precisa usar margarina para preparar um bolo? Use manteiga. Manteiga é caro? Deixe-a para fazer bolos só em aniversários. Se sente sem energia, sonolento e cansado? Experimente se alimentar com comida de verdade, praticar exercícios e dormir mais cedo. Muita coisa? Comece um de cada vez, aos poucos. Álcool para se divertir e socializar? Que seja dentro das referências de moderação ou tenha companhias que não bebam.  Enfim, cuide da saúde do seu corpo. Você habita nele. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também