Vacinação: província no Japão está oferecendo prêmios, incluindo 1 carro, para aumentar interesse entre os jovens

Segundo pesquisa, o Japão possui um dos piores níveis de aceitação de campanhas de vacinação do mundo

Vacinação: província no Japão está oferecendo prêmios, incluindo 1 carro, para aumentar interesse entre os jovens

Parte da série Coronavírus, em 354 posts

O governo da província de Gunma recorreu à medida na tentativa de reduzir o número de jovens que não são vacinados, após considerar uma tendência, principalmente entre os mais jovens, de evitar a inoculação.

“Estávamos preparados para as críticas, mas queríamos evitar a existência de ‘buracos’ criados por uma geração específica que permanecia não vacinada”, disse um funcionário da província.

Desde que o governador Gunma Ichita Yamamoto revelou o incentivo à campanha contra o coronavírus no dia 6 de agosto, os residentes expressaram várias opiniões opostas ao governo da província, como “Por que isso é limitado aos 20 e 30 anos?” e “Você está apenas tentando usar prêmios como isca.”

vacina

O estudo sobre campanhas de vacinação no Japão

No ano passado, o jornal médico britânico The Lancet publicou os resultados da pesquisa realizada por uma equipe que incluía pesquisadores da Universidade de Londres que perguntaram a indivíduos, com 18 anos ou mais, em 149 países e regiões sobre sua confiança na segurança e eficácia das vacinas.

O estudo, realizado entre 2015 e 2019, descobriu que em 2015, o Japão classificou 147º lugar para a confiança do público na segurança dos imunizantes e foi o pior em 2019. Quanto à confiança na eficácia, o Japão classificou 147º e 148º lugares nos anos de 2015 e 2019, respectivamente.

vacina

Em relação à classificação do Japão como um dos países com a menor confiança em vacinas do mundo, a equipe de pesquisa disse em sua análise que “isso pode estar relacionado aos sustos de segurança do imunizante contra o papiloma vírus humano (HPV)”.

Após a cobertura de notícias sobre problemas de saúde após receber a vacina contra o HPV, que previne casos de câncer cervical, o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar do Japão suspendeu a promoção proativa dos imunizantes em 2013, e a taxa de vacinação caiu para 0,6% como resultado.

A geração que foi vacinada contra o HPV, que era do sexto ano até as meninas do primeiro ano do ensino médio na época, está atualmente na casa dos 20 anos. O oficial da província de Gunma explicou que eles perceberam que “a preocupação em torno das vacinas pode estar particularmente arraigada nesta geração”.

vacina

Outro motivo da decisão da província de oferecer prêmios para promover a campanha entre os jovens é o uso frequente de smartphones pela geração. As autoridades aparentemente achavam que os jovens tinham menos oportunidades de acessar informações sobre vacinas, pois pode ser difícil ser exposto a notícias de vários campos apenas com smartphones.

O oficial da província disse: “Gostaríamos que eles se interessassem pelo veículo e outros prêmios e tomem conhecimento das informações sobre a vacina contra o coronavírus, mesmo que seja no mínimo.”

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *