Japão confirma nova variante do coronavírus em chegadas do Brasil

Das quatro pessoas vindas do Brasil, apenas uma é assintomática. Todos estão em quarentena

Japão confirma nova variante do coronavírus em chegadas do Brasil

Quatro pessoas que chegaram do Brasil ao aeroporto de Haneda em Tóquio foram infectadas com uma nova variante do coronavírus, disseram as autoridades, em meio a um ressurgimento de infecções no Japão. A confirmação veio quando o primeiro-ministro Yoshihide Suga disse que o governo levará “alguns dias” antes de julgar se deve expandir o Estado de Emergência declarado sobre a pandemia do coronavírus nas províncias de Osaka, Quioto e Hyogo.

O Instituto Nacional de Doenças Infecciosas disse que não há evidências de que a nova variante seja mais transmissível ou com maior probabilidade de causar sintomas graves. O chefe do instituto, Takaji Wakita, disse que a variante apresenta algumas semelhanças com as que estão se espalhando na Grã-Bretanha e na África do Sul. A preocupação com as novas variantes potencialmente mais infecciosas do coronavírus descobertas nos dois países levou o governo a suspender a entrada de estrangeiros não residentes no Japão.

O ministério disse que os quatro passageiros chegaram ao aeroporto de Haneda no dia 2 de janeiro vindos do estado do Amazonas. Eles testaram positivo após a quarentena do aeroporto. Dos quatro, um homem na casa dos 40 anos foi hospitalizado devido à dificuldade em respirar, uma mulher na casa dos 30 anos queixou-se de dores de garganta e de cabeça, um adolescente teve febre e uma adolescente não apresentou sintomas.

No início do dia, Suga disse a um programa da emissora pública NHK: “Disseram-me que precisamos vigiar a situação por alguns dias, então estou pensando assim”, referindo-se à opinião de um painel governamental de especialistas que monitora tendências de infecção.

Veja também

Assine nossa newsletter