Aprovação japonesa da vacina Moderna COVID-19 é improvável antes de maio

O Japão providenciou a compra de 120 milhões de doses cada da Pfizer e AstraZeneca. Por meio da Takeda, vai garantir 50 milhões de doses da vacina Moderna e até 250 milhões da fórmula Novavax

Aprovação japonesa da vacina Moderna COVID-19 é improvável antes de maio
Desbravando o Japão

Parte da série Coronavírus, em 356 posts

É improvável que a vacina COVID-19 da Moderna Inc consiga aprovação no Japão até maio devido aos requisitos para testes clínicos locais, disse o distribuidor, lançando dúvidas sobre o início da vacinação em todo o país antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio. De olho nas Olimpíadas que devem começar no final de julho, o Japão garantiu os direitos de pelo menos 540 milhões de doses de vacinas COVID-19 de vários desenvolvedores ocidentais, a maior quantidade na Ásia e mais do que suficiente para sua população de 126 milhões.

Mas Tóquio enfrenta um grande gargalo regulamentar devido aos requisitos para ensaios clínicos locais antes de solicitar a aprovação. Vários outros países aceleraram o processo de revisão para agilizar as inoculações em massa. Um ensaio japonês da vacina Moderna, que já foi aprovado nos Estados Unidos, Europa, Canadá e Israel, deve começar neste mês.

Masayuki Imagawa, o chefe do negócio de vacinas no Japão da Takeda Pharmaceutical Co, disse que provavelmente demoraria vários meses para concluir o teste e disse que obter a aprovação em maio era “o melhor cenário”. A Takeda, maior farmacêutica do Japão, é um componente crítico para o objetivo do primeiro-ministro Yoshihide Suga de ter vacinas suficientes para a população até junho antes dos Jogos de Tóquio, atualmente programados para começar em 23 de julho.

A empresa está lidando com a aprovação doméstica e as importações da vacina Moderna e a produção local da vacina da Novavax Inc, cujo desenvolvimento e aprovação no Japão está mais distante. A Moderna não respondeu imediatamente a um pedido de comentário por e-mail. Uma vacina COVID-19 desenvolvida pela Oxford University e AstraZeneca Plc também está sendo testada no Japão, deixando uma vacina desenvolvida pela Pfizer Inc e BioNTech a única atualmente sob revisão regulatória no país.

Leia em Japan Times (Inglês)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também