Todo Dia > Saúde > Legumes e verduras: o que e para que.

Legumes e verduras: o que e para que.

Não é só para quem é “fitness”, ou quer emagrecer. É para todo mundo.

Legumes e verduras: o que e para que.
Yumi Saito Consultoria

Receba os posts por email assim que foram publicados

Legumes e verduras são alimentos  que devem estar incluídos – entre três a cinco porções –  na alimentação de qualquer pessoa. Eles atuam como reguladores do funcionamento do organismo pois são fonte de vitaminas, principalmente vitamina C e do complexo B, que atuam na imunidade, saúde da pele, cabelos e olhos; minerais, como o ferro, o cálcio, o potássio e o magnésio, que agem na saúde óssea, músculos e auxiliam no controle da circulação sanguínea e respiração ; e fibras, essenciais para o funcionamento intestinal.

Existe diferença entre legumes e verduras ou “são tudo a mesma coisa”? De fato, legumes e verduras são plantas ou parte delas que podem ser consumidas pelo ser humano. Se são as folhas, as flores ou botões as partes comestíveis, denomina-se verdura; Já os legumes, pode-se comer os frutos, sementes e partes que se desenvolvem na terra, como raízes e tubérculos. 

Dentre as raízes e tubérculos também há diferenças. Ambos crescem na terra mas em simples palavras, as raízes têm a sua raíz como a parte comestível e o caule cresce para fora da terra; e os tubérculos, a parte que pode comer é o caule , desenvolvido embaixo da terra e com formato arredondado. 

Em relação aos nutrientes, as raízes e tubérculos, contêm  vitaminas , minerais e fibras, mas também são ricos em amido, que servem como energia para o corpo.

Vamos exemplificar:

1- Verduras

1.1- Folhas: acelga, agrião, aipo, alface, almeirão, couve, espinafre, repolho, couve, endívia e rúcula;

1.2- Flores:  alcachofra, brócolis, couve-flor.

2- Legumes

2.1- Frutos: abóbora, abobrinha, berinjela, chuchu, jiló, pepino, pimentão, quiabo, tomate, maxixe;

2.2- Sementes: ervilha, vagem.

2.3- Raízes: cenoura, beterraba, mandioca, batata-doce.

2.4- Tubérculos: batata inglesa, inhame, cará.

Cuidados:

Na aquisição , esses alimentos por serem naturais devem estar frescos, firmes, coloração uniforme, sem rachaduras ou partes amassadas. Após adquiri-los, devem ser higienizados e armazenados sob refrigeração. A maioria pode ser congelada.

Em relação à cocção, o ideal é evitar longos tempos de cozimento e altas temperaturas, pois fatores como tempo e temperatura provocam a destruição dos tecidos vegetais e perdas de vitaminas. Cozinhar o alimento com a casca, inteiro ou em grandes pedaços, diminui a perda de nutrientes.

Consumo

Crus, cozidos, assados, em saladas ou em pratos diversos, as hortaliças não podem faltar na dieta diariamente. Variar nas formas de preparação aumentam as opções de consumo. Não é só para quem é fitness, ou quer emagrecer. É para todo mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também