Número de mortos por coronavírus supera 1000 no Japão

O número de mortos no país está em trajetória descendente, desde que atingiu o pico no início de maio, mas há uma preocupação de que a tendência se reverta com o atual ressurgimento de infecções

Número de mortos por coronavírus supera 1000 no Japão

O número pessoas mortas pelo novo coronavírus chegou a 1000 na segunda-feira, com idosos de 60 anos ou mais representando mais de 90% das mortes. A contagem inclui as 13 mortes de passageiros infectados do navio Diamond Princess, que foi colocado em quarentena em Yokohama em fevereiro. A primeira morte no Japão foi registrada em 13 de fevereiro.

Mais de 660 novos casos do novo coronavírus foram registrados no sábado, o maior desde o dia 11 de abril. Na segunda-feira, Tóquio registrou 168 novos casos, elevando seu total acumulado para mais de 9400, o maior número entre as 47 províncias do Japão. O total nacional é de mais de 25 mil, excluindo cerca de 700 da Diamond Princess.

As mortes atribuídas ao COVID-19 aumentaram rapidamente até o final de abril, com as hospitalizações aumentando à medida que o vírus se espalhava. O Japão registrou 31 mortes no dia 2 de maio, o maior número em um dia. “A taxa de mortalidade é alta em casos graves do vírus, por isso não devemos baixar a guarda. Aqueles com condições subjacentes devem ter cuidado”, disse Tsuneo Morishima, professor visitante da Universidade Médica de Aichi.

As mortes estavam aumentando a uma taxa de mais de 200 por mês, mas o ritmo começou a desacelerar após o número de mortos chegar a 950 em meados de junho. Levou mais de um mês para o número chegar a 1000.