Entre corpo e mente

Entre corpo e mente

Existem muitos benefícios de uma boa consciência corporal, que ajudam a enfrentar as enormes pressões do nosso dia a dia

O  Corona vírus está causando uma turbulência mundial. É um efeito dominó. O risco de uma infecção por um vírus desconhecido, o distanciamento social, a economia caindo, as mortes – são situações de adversidade que podem afetar negativamente a saúde.

A11 - Yumi Saito

Emoções relacionadas ao estresse ativam o sistema nervoso simpático (luta ou fuga), liberando hormônios que são imunossupressores, e assim, aumentando o risco de desenvolvimento de doenças. Por isso, a saúde mental deve ser tão considerada quanto à saúde física. Afinal, mente e corpo precisa ser olhado como um só.

O primeiro passo para obter mais saúde mental e física é a compreensão  do funcionamento interno do corpo, o que ajuda  a desenvolver Consciência corporal, que é ato de conhecer o próprio corpo e como isso influencia no meio externo. Na prática, é  estar atento a sua postura, aos seus movimentos e as suas sensações .

Os benefícios de uma boa consciência corporal é que ao entender e conhecer o nosso corpo pode-se prevenir doenças, evitar lesões, identificar desvios da nossa normalidade precocemente, ganhar compreensão do que nos faz bem e também, podem-se acelerar os resultados da prática de exercícios físicos.

A11 - Yumi Saito

Vários indícios servem de alerta para buscar consciência corporal. As dores, por exemplo, são muito comuns decorrentes de vícios posturais os quais podem ser corrigidos quando se tem a consciência corporal. A “barriguinha” protuberante, também pode ser de causa postural, assim como, tombos frequentes, e até mesmo dificuldade para identificar necessidades fisiológicas básicas – de beber água, de ir ao banheiro, de comer sem perceber o momento de saciedade.

Diante disso, diversas atividades podem ser úteis para o desenvolvimento da consciência corporal. O que precisa ser levado em consideração são os fatores: idade, gênero, condicionamento físico, preferências e objetivos pessoais, contexto social e emocional.

Existem recursos terapêuticos dentro da educação física, técnicas posturais, pilates, yoga, exercícios funcionais, assim como dança, esportes e relaxamento. Pode-se investir também em exercícios mentais como: Montar quebra –cabeça,  palavras-cruzadas, meditação e leitura. Perceba que o corpo é afetado como um todo!

Referências:

BRANDL, Carmem Elisa H. A Consciência Corporal na Perspectiva da Educação Física. Revista do Conselho Federal de Educação Física, v.26, n.3,  2002. p. 31

Fundadora de YUMI SAITO SPORTS LIFE & CONSULTORIA, é professora de Educação física, especializada em educação especial. Tem 11 anos de experiência em treinamento de grupos especiais e educação física escolar.

Veja o perfil completo de Yumi Saito