As ruas vazias de Tóquio

As ruas vazias de Tóquio

O novo coronavírus e a recente declaração de estado de emergência fizeram ficar vazias as ruas de Tóquio, criando um cenário único e, até pouco tempo, difícil de imaginar

Quem nestes dias passeia pelas ruas de Tóquio tem a nítida sensação de estar em um universo paralelo. Por causa do novo coronavírus e da recente declaração de estado de emergência, as ruas ficaram vazias. Sendo assim, a cidade não se parece, nem de longe, com aquela Tóquio que vemos nos filmes ou nas fotos de viagem.

Veja imagens AO VIVO do principal cruzamento de Tóquio no final do artigo.

Com o aumentos de casos em todo o país, especialmente na capital do país, o Primeiro-Ministro declarou estado de emergência por um mês para sete das áreas mais atingidas em 7 de abril, e a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, insistiu que empresas fechem e as pessoas fiquem em casa.

Embora o respeito às liberdades civis previstas na Constituição japonesa sejam um obstáculo para que haja a restrição total e absoluta à circulação de pessoas, imagens de algumas das áreas mais movimentadas de Tóquio mostram que a grande maioria está seguindo os pedidos da governadora Yuriko Koike e ficando em casa.

Quem ainda vai pra rua parece apenas querer terminar o mais rápido possível seu trabalho e ir embora pra casa. Vários pontos da cidade que costumam ser movimentados na hora do almoço já não tem mais filas, e isso significa que, entre os que ainda estão saindo de casa pra trabalhar, muitos estão optando por comer no próprio escritório, evitando ao máximo sair para a rua.

Este cenário até faz os ratos se sentem mais à vontade para sair à luz do dia.

As ruas vazias de Tóquio

Harajuku é ponto de encontro dos jovens estilosos, das lolitas, dos punk-rock glam, das colegiais e dos cosplayers. A rua em frente à estação recém-inaugurada é geralmente cheia de pessoas em qualquer dia da semana, com turistas parando para tirar fotos e moradores esperando para encontrar amigos. Agora, porém, o que se vê é apenas um grupo de pessoas dispersas, como se fosse um outro lugar qualquer da cidade.

Atravessando a rua em frente à estação existe a famosa rua Takeshita Dori, com muitas lojas sempre lotadas de consumidores e curiosos. Contudo, ela está bem longe de lembrar a rua movimentada cheia de turistas que invadem Tóquio na primavera, em plena temporada da floração das cerejeiras. 

Para se ter uma ideia, é assim que Takeshita Dori está agora:

As ruas vazias de Tóquio 1
Link para o Instagram

Outro ponto bastante movimentado de Tóquio é Akihabara, onde fãs de anime e jogos de todo o mundo se encontram. Akihabara não é o bairro mais movimentado de Tóquio, mas é muito pouco provável encontrá-lo mais vazio do que qualquer outro lugar da cidade. Este é o centro da cultura pop do Japão e dos eletrônicos, que além de ser uma grande atração turística em qualquer dia da semana, nos finais de semana é invadido pelo otaku.

Hoje em dia, porém, Akihabara é um lugar solitário. Veja por exemplo a foto abaixo, que foi tirada do lado de fora da Akihabara Electric Town Gate:

As ruas vazias de Tóquio 2
Link para o Instagram

Outro lugar bastante afetado é a região de Shinjuku, onde fica a estação de trem e metrô mais movimentada do mundo. Em situação normal, passam por esta estação cerca de 3,6 milhões de pessoas todos os dias. Shinjuku, que normalmente fica lotada de consumidores, parece semi-deserta com suas lojas de departamento e restaurantes fechados.

Ainda em Shinjuku, a Golden-gai de Kabukicho, que abriga cerca de 300 restaurantes e bares, e normalmente lotada de estrangeiros, agora está completamente vazia. 

Famosa por ser a passagem de pedestres mais movimentada do mundo, a Shibuya Scramble Crossing também impressiona pela escassez de pessoas. Toda vez que o sinal abre, cerca de 2.500 pessoas cruzam a rua ao mesmo tempo. Este cruzamento é frequentemente usado como cenário de fundo por repórteres internacionais, e costuma aparecer em filmes e programas de televisão que ocorrem na cidade, como Lost in Translation, Velozes e Furiosos e Resident Evil.

Reportagens mostraram que o número reduzido de pessoas pelas ruas de Shibuya deu lugar a um outro tipo de frequentador da noite de Tóquio. Abaixo você pode ver através das imagens das câmeras ao vivo instaladas na Shibuya Scramble Crossing quão poucas pessoas estão circulando pela região neste momento:

As ruas vazias de Tóquio 3

Estas impressionantes imagens de Tóquio quase deserta serão uma constante, ao menos até dia 06/05, que é o prazo dado pelo Primeiro Ministro Shinzo Abe ao Estado de Emergência.

Jaqueline Kuriu é praticante de Kyudo, a arqueria tradicional japonesa, e estudante de japonês. Atualmente mora em Tóquio, mas nasceu em Curitiba, onde se formou em Educação Física pela UFPR. Trabalhou com dança e atividades culturais, e realizou palestras sobre arte, música, cultura e viagens.

Veja o perfil completo de Jaqueline Kuriu