Ainu – os habitantes originais do Japão

Muitos visitantes não se dão conta que Okinawa e Hokkaido têm sua própria etnologia indígena. Os Ainu, caçadores indígenas de Hokkaido, em particular, têm lutado para manter sua identidade cultural através do tempo

Ainu – os habitantes originais do Japão

A terra sagrada Ainu de Kamikawa, em Hokkaido, oferece uma espiada no modo de vida do povo original do Japão.

Ainu - Cartão postal fotográfico vintage
Cartão postal fotográfico vintage, c.1910, editor desconhecido, Japão.
Imagem: Casas-Rodríguez Collection, 2008. Flickr

Com o Japão sendo um país tão homogêneo, muitos visitantes não se dão conta que Okinawa e Hokkaido têm sua própria etnologia indígena. Os Ainu, caçadores indígenas de Hokkaido, em particular, têm lutado para manter sua identidade cultural através do tempo.

Quando o Japão colonizou a ilha montanhosa e congelada da costa norte do continente em 1869, o povo Ainu foi forçado a assimilar uma nova cultura. Como a maioria das civilizações colonizadas, eles sofreram grande falta de reconhecimento e desrespeito. Sequer eram reconhecidos como os habitantes originais do Japão até abril de 2019, quando uma multa foi aprovada banindo a discriminação contra eles.

Ainu - dança tradicional
Um homem do povo Ainu realizando uma dança tradicional no Museu Ainu (アイヌ 民族博物館)
em Shiraoi, Hokkaido – uma instalação dirigida pelo próprio povo Ainu.
Foto: Wikimedia Commons

O Japão tem sido criticado por não pedir desculpas pelo maus-tratos ao povo Ainu. Quando as autoridades japonesas defendem sua posição sem remorso, alegando que “um pedido de desculpas seria desconfortável para muitos japoneses”, a crítica é mais do que garantida.

Felizmente, os esforços para manter a cultura da população local ainda prevalecem. Os visitantes de Hokkaido podem aprender mais sobre o povo Ainu, explorando a região de Kamikawa, onde suas tradições e modo de vida ainda prosperam.

Kamikawa, o país dos Ainu

Ainu - Cataratas de Shirogane, Kamikawa, Hokkaido
Cataratas de Shirogane, Kamikawa, Hokkaido
Foto: Petr Meissner. Flickr

Cercada pelas montanhas Daisetsuzan, no coração de Hokkaido, encontra-se a região de Kamikawa, onde muitos descendentes ainda vivem. A área e a própria cultura são celebradas como “herança do Japão”. Rios fluindo, ruas quietas e cidades em Kamikawa ainda são agraciados com nomes Ainu.

Toda a área Daisetsuzan é um parque nacional protegido, com o rio Ishikari sendo historicamente uma fonte de alimentos, transporte e comunicação para aldeias locais. Até cerca de 150 anos atrás, o povo Ainu vivia em assentamentos ao longo deste rio. Correntes ferozes esculpem um desfiladeiro para fora das rochas através de uma floresta intocada, criando o terreno ideal para a vida na bacia do rio.

Ainu - os habitantes originais do Japão 1
Desfiladeiro Sunkyo – O “Parque de diversões dos deuses” para o povo Ainu

Durante o outono, as folhas vermelhas e alaranjadas pintam o desfiladeiro de Sounkyo em cores vibrantes em uma cena diretamente de um livro de histórias da natureza. Sounkyo significa “rio de muitas cachoeiras” na língua Ainu.

Este é o “playground dos deuses” ou Kamuy Mintara para os Ainu, com o Monte Ashidake como sua peça central. Asahidake é o maior pico de Hokkaido, com 2.291 metros de altura. Um passeio pelo Ropeway Asahidake com vistas de tirar o fôlego de 360 graus das montanhas, e tu instantaneamente entenderá por que a região é digna de tal título.

Ainu - os habitantes originais do Japão 2
Monte Asahidake
Foto: Wikipédia (CC)

Deuses habitam nas espécies raras de animais e plantas alpinas que florescem aqui. Muitas vezes, em comparação com os nativos americanos dos Estados Unidos, a espiritualidade dos Ainu ensina que Kamuy (os deuses) se encontram na natureza.

Assista a apresentações e conheça a arte Ainu

Todos os anos em setembro, os Ainu se reúnem perto do rio Ishikari para orar pela boa saúde no ritual Kamuynomi. Sentados ao redor de uma fogueira, os participantes fazem oferendas para os deuses da montanha e do rio. Uma vez que, historicamente, os assentamentos Kamikawa foram amplamente centrados em torno de negócios e pescarias ao longo do rio, as orações são tipicamente pedindo viagens seguras.

As mulheres realizam uma dança tradicional, e lanças de madeira sagrada chamadas inau são jogadas no rio. Vendo este ritual em pessoa é como abrir um livro de história e assistir aos ancestrais dançarem pela página. No entanto, gostaria de salientar que aqueles que são agraciados com a chance de testemunhar essas tradições sagradas devem fazê-lo respeitosamente.

Outro marco na vida dos Ainu é o entalhe em madeira. Depois de ter que abandonar seu sistema de troca e usar o iene japonês para pagar por bens pós-colonização, eles começaram a vender essas esculturas para ganhar dinheiro.

Os ursos pardos são um motivo comum em madeira talhada do povo Ainu, uma vez que essas feras majestosas são consideradas deuses. Desde o remoto passado, uma longa linha de gerações manteve este artesanato vivo. Nos dias de hoje, ursos marrons e outras esculturas de animais são uma lembrança de Hokkaido relativamente popular.

Saiba mais sobre a história dos Ainu

Aprender a história do povo original de Hokkaido pelos olhos dos próprios Ainu é muito importante. Para isso, tu pode parar no Kawamura Kaneto Ainu Memorial Hall, fundado pela comunidade Ainu em 1916.

Teste tuas habilidades no bordado Ainu ou fazendo você mesmo um instrumento musical. No museu da cidade de Asahikawa, as recriações das aldeias tradicionais nos dão um vislumbre do que era como trocar mercadorias ao longo do rio. Registros fotográficos dão mais informações sobre como o povo Ainu viveu uma vez.

Ainu - os habitantes originais do Japão 4
Homem do povo Ainu talhando madeira
Foto: Japan Heritage Council for the Promotion of 
Kamikawa Ainu at Daisetsu Sanroku

Muitas vezes, o povo Ainu é mencionado como “um povo desaparecendo”, mas essa terminologia está enraizada em sua apagamento sistemático. Com a preservação dessas propriedades culturais, e esforços para recuperar sua herança com orgulho, o povo Ainu não vai a lugar nenhum.

Como um estranho para esta comunidade, estou longe de ser uma autoridade sobre a vida e os costumes dos Ainu. No entanto, digo com entusiasmo que os povos indígenas do Japão são uma faceta importante da história do país e merecem nossa atenção.

Enquanto Hokkaido continua a ser um destino cobiçado por seu ramen amanteigado, festivais de neve e resorts de esqui, esta história fica em segundo plano, aterrando a prefeitura como raízes de árvores. Se tu tiver a chance de visitar Hokkaido, pise fora de seus parques e jardins, em seu terreno acidentado e descubra sua verdadeira natureza.

Takara Stefens

Takara Stefens é Gaúcho de nascimento, alma e coração, cidadão do mundo por opção. É pai, professor, escritor, amante da vida e de tudo que é belo. Também escreve lá no Nihon Daisuki Tchê. Acompanhe nas mídias sociais através dos links acima (ou abaixo)!

Deixe uma resposta

Leia mais posts relacionados