5 Ilhas que você precisa conhecer no Japão

5 Ilhas que você precisa conhecer no Japão

O Japão é formado por muitas ilhas e neste post eu vou apresentar 5 opções que tenho certeza que você vai querer colocar na sua lista de destinos à conhecer.

Quando o assunto é turismo no Japão, provavelmente você, assim como a grande maioria das pessoas pense logo em cidades históricas como Nara, ou Kyoto, ou as maravilhas naturais de Hokkaido e Okinawa. Os pontos turísticos mais procurados da terra do sol nascente, em geral, se localizam nas ilhas principais, Honshu, Hokkaido, Shikoku e Kyushu. No entanto, sua jornada turística no Japão não deve se limitar aos pontos e cidades, assim chamados, turísticos. Conforme já disse no artigo ‘Dez razões para você visitar Mie, e se apaixonar por ela!‘, eu não sou um grande fã de pontos turísticos mainstream, e mais uma vez trago à você opções para tornar sua estada no arquipélago em muito mais que passeios por lugares cheios de turistas, barulho, dificuldade em fazer reservas e muitas, muitas filas. O Japão é formado por muitas ilhas e neste post eu vou apresentar 5 opções que tenho certeza que você vai querer colocar na sua lista de destinos à conhecer.

Okishima (Província de Shiga)

Muito conhecida por ser a província onde se encontra o maior lago do Japão, o Biwa, Shiga-ken é onde fica a cidade de Omi-Hachiman, que em dias passados teve grande desenvolvimento por ser uma cidade mercantil. As antigas estradas com casas mercantis e muitos fossos, estão preservados como Grupos de Edifícios Tradicionais e nos fazem lembrar como era a vida no período Edo. Okishima fica nas águas do Lago Biwa, a apenas, 1.5km do centro de Omi-Hachiman. Essa pequena ilha é conhecida como a única ilha inabitada em água doce do arquipélago Japonês. Não existem pontes que liguem Okishima à Omi-Hachiman, mas você pode fazer a travessia em uma balsa. Além disso, não existem e nem são permitidos carros e as pessoas na ilha se deslocam apenas à pé ou de bicicleta. O pequeno vilarejo, cheio de pequenas ruelas e becos, e muitas casas à moda antiga, aglomeradas como qualquer cidade do Japão há algumas décadas atrás, parecendo até que o tempo esqueceu de passar por lá. Omi-Hachiman é um bom lugar para se visitar depois de passear em Osaka e Kyoto: a uma hora e meia de distância de Osaka e a cerca de meia hora de Kyoto, ambos de trem.

Itsukushima Shrine
Tempo Xintoísta Itsukushima (Benzaiten)
Okijima, Ōmihachiman, Província de Shiga, Japão.

Iwo To – também conhecida como Iwo Jima (Província de Tóquio)

Localizada aproximadamente 1200 km ao sul de Tóquio, Iwo To é uma das Ilhas Ogasawara (Ilhas Bonin), distantes do oceano. O nome Iwo To vem de “enxofre”, que é frequentemente visto na ilha por causa de atividades vulcânicas. Esta ilha é conhecida como um dos campos de batalha mais sangrentos da Segunda Guerra Mundial e tornou-se tema de muitos filmes americanos, como Iwo Jima – O Portal da Glória, de 1949, Cartas de Iwo Jima, de 2006 e A Conquista da Honra, também de 2006. Atualmente, é a base das Forças de Autodefesa do Japão e ninguém além de seus membros ou ex-residentes tem permissão para pisar lá. No entanto, uma vez por ano, há um cruzeiro que passa por Iwo To (Iwo Jima), bem como por Kita-Iwo To e Minami-Iwo To, mas se você quiser aproveitar essa oportunidade, recomendo contato antecipado, pois essa é a única chance ao longo de um ano e apenas 200 passageiros podem desfrutá-la.

Minami-Daito Jima (Província de Okinawa)

A ilha Minami-Daito está localizada 360 km a leste da ilha principal de Okinawa. A pequena ilha ovalada e plana aos olhos de quem a observa do céu, está diminuindo levemente em direção ao centro, ano após ano. Pode parecer uma ilha vulcânica à primeira vista, no entanto, Minami-Daito Jima é na verdade um atol de coral formado com uma lagoa elevada. Este tipo de formação é muito raro em todo o mundo. Além da diminuição de seu tamanho, a ilha está gradualmente se movendo para o leste, cerca de 7 cm por ano, e está destinada a colidir com outras terras em aproximadamente 2,5 milhões de anos. Não há elevações como montanhas ou colinas e toda a terra é bem utilizada. A maior parte da terra aqui é usada para o plantio de cana-de-açúcar. Para os turistas, existem muitas atividades disponíveis, como snorkeling, camping, visita à caverna calcária e observação de plantas selvagens da praia. Para chegar à Minami Daito Jima, leva-se cerca de uma hora de avião ou cerca de 13 horas de balsa, saindo de Naha. Não há transporte público na ilha; uma bicicleta alugada ou uma moto serão a principal ferramenta para viajar.

5 Ilhas que você precisa conhecer no Japão 4
Minami Daito Jima
Foto: Wikivoyage por ja:user:衛兵隊衛士 CC-BY-SA-3.0

Aogashima (Província de Tóquio)

Localizada 360 km ao sul de Tóquio, Aogashima é uma das pequenas ilhas da cadeia da Ilhas Izu, sua população é de apenas 160 habitantes e por esse motivo é reconhecida como a menor “vila” do Japão. Aogashima é conhecida como o melhor lugar para observar as estrelas, porque lá existem poucas e pequenas luzes artificiais. Também é um ótimo lugar para desfrutar de uma excelente vida selvagem, embora o número de turistas permaneça em menos de 2000 por ano. Isso ocorre porque o acesso a essa ilha é muito difícil, devido à sua forma de terra cercada por um penhasco muito íngreme. Não há transporte direto de Tóquio, portanto, os visitantes precisam transitar em Hachijojima, a 60 km, para então embarcar em uma balsa ou helicóptero. O helicóptero transporta apenas 9 passageiros e o serviço de balsa fica suspenso 50% das vezes, porque ondas um pouco mais altas a tornam incapaz de atracar no porto de Aogashima. Portanto, é muito importante reservar com bastante antecedência quando quiser visitar Aogashima. Depois de fazer isso, você pode apreciar a bela natureza e o famoso (e delicioso) licor local, o “Aochu”.

5 Ilhas que você precisa conhecer no Japão 5
Caldeira Ikenosawa e cone central Maruyama, Aogashima
Foto: Soica2001

Hashima – também conhecida como GunkanJima (Província de Nagasaki)

Comumente chamada de “Gunkanjima”, que significa Ilha Navio de Guerra, pois sua aparência se assemelha ao antigo navio de guerra “Tosa”, Hashima fica a 17 km da costa da Província de Nagasaki. Esta ilha foi desenvolvida para a operação de sua mina de carvão submarina e ampliada por recuperação recorrente para acomodar trabalhadores de mineração e suas famílias. Durante seu período de pico, 5300 residentes viviam em apenas 6,3 hectares de terra, e a densidade populacional excedia em muito a da capital. No entanto, as demandas por carvão caíram em declínio nos anos 60, e a ilha foi abandonada para ser desabitada de acordo com o fechamento da mina em 1974. As visitas a essa ilha foram banidas por um longo tempo, mas foram reabertas em 2009. Em 2015, Hashima foi aprovado como Patrimônio Mundial da UNESCO. Muitas empresas de balsa oferecem passeios para a ilha. Um grupo de prédios abandonados com um ‘rastro’ deixado por ex-moradores oferece uma atmosfera um pouco estranha, mas ainda assim, atrativa.

5 Ilhas que você precisa conhecer no Japão 6
Ilha Hashima (Gunkanjima) – A Ilha Navio de Batalha
Foto: Hisagi (氷鷺)

Não seja você, uma ilha

O Japão possui muitos lugares atrativos para uma visita e eu humildemente recomendo alguns para facilitar sua busca, mas não se prenda, explore, investigue, encontre aqueles lugares que fazem você suspirar e esquecer de tirar fotos!

Takara Stefens é Gaúcho de nascimento, alma e coração, cidadão do mundo por opção. É pai, professor, escritor, vegano desde 2020 e amante da vida e de tudo que é belo.

Veja o perfil completo de Takara Stefens