Japonês vende carro esporte para pagar contas médicas de gato doente e encontra o melhor comprador do mundo

Seu carro esporte e animais de estimação são coisas pelas quais as pessoas formam fortes apegos, mas e quando se é forçado a fazer uma escolha entre eles

Japonês vende carro esporte para pagar contas médicas de gato doente e encontra o melhor comprador do mundo
Desbravando o Japão

Na escolha que parece ser muito difícil para os amantes de carro esporte, o usuário do Yahoo! Leilões Leiz escolheu seu gato de estimação. Chamado Silk, o pobre gato foi recentemente diagnosticado com uma doença gastrointestinal viral potencialmente mortal chamada peritonite infecciosa felina (FIP em inglês), que requer um tratamento médico caro.

Com as contas do veterinário aumentando, Leiz decidiu arrecadar dinheiro para cuidar de seu gato leiloando seu Toyota Supra 1989, que ele possui desde 1993. 

Ninguém possui o mesmo carro esporte por mais de 28 anos, a menos que realmente goste dele, e o Supra de Leiz é até um modelo com volante à esquerda que ele trouxe para o Japão depois de uma temporada de estudos no exterior nos Estados Unidos, apesar do fato de versões domésticas com volante à direita serem vendidas no Japão.

carro

“Não tinha intenção de vender o carro”, explicou Leiz na página de leilões do carro, “mas meu gato foi diagnosticado com FIP”. 

Se a vida de um gato depende de um carro esporte, a notícia se espalha rápido

A notícia então começou a se espalhar nas redes sociais sobre as circunstâncias por trás da venda e alguns lances surgiram, até que alguém que mora perto de Leiz, na província de Osaka, o contatou para perguntar se poderia dar uma olhada no carro e disse que como o Supra estava em boas condições, ele gostaria de comprá-lo imediatamente pelo preço listado no “compre agora”.

Deve-se notar que a 2,7 milhões de ienes (algo em torno de 26.090 dólares), o preço que Leiz definiu para o carro esporte tinha muito valor sentimental embutido nele, já que é um valor alto para um Supra com 168.914 quilômetros rodados, mesmo levando em consideração suas várias modificações e seu desempenho. 

Para efeito de comparação, um modelo semelhante à venda no Yahoo! Leilões do Japão têm um preço de 1,35 milhão de ienes e nenhum lance com apenas dois dias restantes.

Mas depois de uma rápida inspeção visual, o comprador, que dirige uma construtora, concordou em pagar o preço integral, porque assim como Leiz, ele adora carros e gatos. “Eu tenho meu próprio gato”, disse o comprador, “e deve ser muito difícil para você passar por isso”.

Leiz se ofereceu para reduzir um pouco o preço devido a alguns pequenos danos no veículo, mas o comprador educadamente recusou o desconto, dizendo que planeja pagar vários custos de restauração de seu próprio bolso. 

As nobres intensões do novo dono do carro esporte

carro

O novo dono planeja construir uma garagem para o Supra no terreno de seu escritório, a fim de preservar a pintura e proteger o carro dos elementos.

Então, se ele está planejando fazer tudo isso, o novo dono deve estar querendo usar bastante o Supra, certo? Afinal, é um carro esporte e não um carro de coleção. Na verdade. Ele já tem vários outros carros e nem quer ficar com o carro de Leiz por muito tempo. O comprador espera vender o Supra o mais rápido possível, mas ele espera vendê-lo de volta para Leiz, e sem obter nada de lucro.

“Vou limpar seu Supra e guardá-lo como uma decoração”, disse o novo dono. “Assim que o tratamento de Silk-chan estiver concluído, venha comprar o carro de volta, pelo mesmo preço.” 

E lembra como os dois homens vivem próximos um do outro? “Pense em mim como um amigo que gosta do mesmo carro que você”, disse-lhe o comprador, “e quando você estiver com saudades do carro, venha visitá-lo e dê uma volta.”

Em outras palavras, a transação é mais um empréstimo do que uma venda. Na verdade, é ainda melhor do que isso, já que além do custo do carro, o comprador acrescentou 100.000 ienes para ajudar a pagar as despesas médicas do gato. Afinal, quando um amante de carro esporte está ajudando outro, é sempre bom ir mais longe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também