Uma em cada quatro mulheres japonesas agora tem mais de 70 anos

Isso significa que uma mulher japonesa tem duas vezes mais probabilidade de ter mais de 70 anos do que de ser canhota

Uma em cada quatro mulheres japonesas agora tem mais de 70 anos

A população japonesa com mais de 65 anos aumentou em 300 mil este ano, atingindo o recorde de 36,17 milhões de pessoas, que representa cerca de 28,7% da população japonesa. Já no Brasil, os 28 milhões de idosos representam apenas 13%. Dividindo os idosos no Japão por sexo, 31,6% de todas as mulheres japonesas são idosas, assim como 25,7% dos homens japoneses.

No entanto, o aumento de pessoas com mais de 70 anos foi ainda mais acentuado com 780 mil novos septuagenários desde o ano passado. Com isso, as mulheres japonesas atingiram um novo marco: uma em cada quatro mulheres japonesas agora tem mais de 70 anos. Diante de tudo isso, não é surpresa que o Japão seja o líder mundial em idosos. Itália e Portugal seguem com 23,3 e 22,8 por cento de suas respectivas populações idosos.

A população de idosos que trabalham tem aumentado nos últimos 16 anos e este ano também atingiu um nível recorde, são cerca de 8,92 milhões de idosos que ingressaram ou permaneceram no mercado de trabalho. Cerca de 77% deles têm empregos de tempo não integral, com pesquisas sugerindo que muitos preferem os horários flexíveis de tais acordos.

Isso ainda representa apenas 13,3% da enorme população sênior. Porém em 2040 a geração do “segundo baby boomer“, nascida entre 1972 e 1974, chegará à velhice e vai elevar o número total de idosos para mais de 35% da população japonesa. Uma ideia atual é introduzir mais e mais avatares robóticos que podem permitir que os idosos façam uma variedade de trabalhos manuais sem as restrições de tempo, espaço ou habilidade física.