Toyota mais do que dobra as perspectivas de lucro com a recuperação das vendas na China da pandemia

Em setembro, as vendas gerais de veículos na China aumentaram 12,8%, um sexto ganho mensal consecutivo, embora as vendas ainda estivessem 6,9% abaixo do mesmo período do ano anterior

Toyota mais do que dobra as perspectivas de lucro com a recuperação das vendas na China da pandemia

A Toyota Motor Corp mais que dobrou sua previsão de lucro operacional para o ano, com a recuperação das vendas de veículos na China após uma pandemia de coronavírus no início deste ano, que contribuiu para uma queda de 24% nos lucros do segundo trimestre. A principal montadora do Japão disse que espera agora um lucro operacional de 1,3 trilhão de ienes (12,6 bilhões de dólares) para o ano até março de 2021, acima dos 500 bilhões de ienes previstos anteriormente. O lucro operacional do exercício anterior foi de 2,47 trilhões de ienes.

Isso superou a estimativa média de 1,25 trilhão de ienes para o lucro anual de 26 analistas ouvidos pela Refinitiv. Para o segundo trimestre, de julho a setembro, o lucro operacional caiu para 506 bilhões de ienes de 662,4 bilhões no mesmo período do ano anterior, de acordo com cálculos da Reuters, à medida que as vendas caíram em meio ao impacto global do coronavírus. Ainda assim, os números já mostram progresso em comparação com abril, disse o diretor financeiro Kenta Kon.

“Se você comparar o segundo trimestre com o primeiro, verá uma recuperação dramática”, disse Kon, durante uma coletiva de imprensa online. A reação dos investidores foi silenciosa, com as ações subindo apenas 0,5% perto do fechamento do pregão em Tóquio, enquanto o índice de referência Nikkei subiu 0,9%.

“Os investidores estão observando como a Toyota está se saindo no exterior e, dada a valorização do iene (em relação ao dólar) e o ressurgimento do coronavírus, temos que considerar a revisão (previsão de lucro) com cautela”, disse Kazuo Kamiya, gerente de fundos da Nomura Securities. Um iene forte reduz o valor das vendas registradas nos Estados Unidos.