Teste de saliva serão realizados em viajantes assintomáticos nos aeroportos do Japão

Mesmo que o teste seja negativo, o Ministério japonês está considerando, por exemplo, pedir aos visitantes que fiquem em locais específicos por 14 dias após a chegada

Teste de saliva serão realizados em viajantes assintomáticos nos aeroportos do Japão
Desbravando o Japão

Parte da série Coronavírus, em 356 posts

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar planeja permitir o uso de testes de PCR usando saliva para verificar se os viajantes nos aeroportos estão infectados com o coronavírus, mesmo que sejam assintomáticos. O Ministério permitirá que os testes de PCR de saliva sejam usados ​​apenas para fins de quarentena nos aeroportos.

O teste de PCR de saliva pode reduzir o risco de propagação do vírus em comparação com o método convencional, da mucosa nasal no fundo do nariz e espera-se que seja implementado mais rapidamente. No aeroporto de Narita, tem havido um número crescente de viajantes que retornaram da China e os testes de PCR convencionais estão demorando muito.

Atualmente, o uso de testes de PCR para saliva é aprovado para aqueles que apresentam sintomas, com a condição de que o teste seja realizado dentro de nove dias após a pessoa desenvolvê-los. Para aqueles que são assintomáticos, a equipe médica precisa coletar amostras de mucosa nasal para realizar testes de PCR. No entanto, o método da mucosa nasal aumenta o risco de a equipe médica ser infectada e o procedimento de teste leva mais tempo.

Um painel de pesquisa do Ministério realizou testes de PCR em viajantes assintomáticos em aeroportos e outros locais usando amostras de mucosa nasal e de saliva. Os resultados entre as duas amostras foram quase os mesmos e, como resultado, o Ministério julgou que não haveria problema em usar os testes de PCR de saliva nos aeroportos para fins de quarentena.

Leia em The Japan News (Inglês)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também