Temperaturas dentro dos carros sobem rapidamente e trazem risco de morte, diz JAF

Diante das temperaturas do verão, a Federação Automobilística do Japão (JAF) está alertando as pessoas para não deixarem crianças ou animais de estimação dentro dos carros, mesmo por curtos períodos de tempo, após a morte de várias crianças pela insolação nos últimos anos

Temperaturas dentro dos carros sobem rapidamente e trazem risco de morte, diz JAF

A filial da federação na cidade de Yamagata conduziu um experimento para ver a rapidez com que a temperatura dentro de um carro sobe a níveis potencialmente fatais. Foi realizado entre 11h45 e 12h45 do dia 31 de maio, no estacionamento da agência.

Teste de temperatura interna

No dia do teste, o tempo estava claro com períodos de nublado ocasionais – uma brisa moderada e temperaturas entre 23,6ºC e 24,1ºC, que é confortável e não comparáveis às do verão. O carro havia sido estacionado na sombra antes de ser levado para uma área exposta à luz solar direta. O motor foi desligado e todas as janelas fechadas.

Temperatura

As temperaturas foram medidas na altura da cabeça de um passageiro adulto sentado. No início do teste, a temperatura interna era de 25,3ºC, ultrapassando os 30ºC em 10 minutos, subiu para 39,5ºC depois de 30 minutos e atingiu 43,5º C após uma hora de teste – cerca de 20 graus mais alta do que os 23,7ºC do lado de fora. A superfície do painel atingiu 74,1ºC, derretendo um conjunto de giz de cera que havia sido colocado nele.

A filial de Yamagata da federação apontou para o risco de insolação dentro dos carros, mesmo quando não está calor. “Especialmente em bebês e crianças pequenas, a função termorreguladora é subdesenvolvida e a temperatura corporal aumenta rapidamente em condições de calor”, disse um oficial. “Queremos que as pessoas não deixem crianças pequenas ou animais de estimação dentro dos carros, mesmo por um curto período de tempo.” Veja no YouTube como foi esse outro teste, ainda mais preocupante: