Cabos elétricos: governo japonês planeja remover de cerca de 4 mil quilômetros

Não importa para onde você viaje no Japão, é provável que você encontre uma visão familiar aonde quer que vá – postes de eletricidade, interligados por cabos de alimentação grossos

Cabos elétricos: governo japonês planeja remover de cerca de 4 mil quilômetros

Esses cabos transportam eletricidade por todo o país e são muito mais baratos de instalar e para reparos do que seus equivalentes subterrâneos. Um país que trabalha até tarde da noite e começa novamente na manhã seguinte precisa de um sistema estável para transportar toda a energia para onde for necessária. 

Mas, infelizmente, as linhas de alta tensão não estão isentas de riscos. Eles são facilmente ameaçados por desastres naturais como terremotos, tufões e tsunamis, que podem desalojá-los e interromper o serviço de energia em grande escala.

Por que o Japão ainda usa tantos cabos nas ruas?

Bem, o problema é que mudar de linhas de energia aéreas para subterrâneas não é uma façanha pequena e tem um preço alto.

cabo

Embora a discussão sobre a remoção das linhas de energia tenha aumentado por causa das Olimpíadas de Tóquio, os enormes postes de serviços públicos ainda estão aí. 

Leva tempo para remover os cabos de alimentação e também para implementar novos cabos em um sistema subterrâneo, que já inclui uma rede de água e gás.

No entanto, o Ministério de Terras, Infraestrutura, Transporte e Turismo anunciou um novo plano para eliminar 4 mil quilômetros de cabos elétricos aéreos, em diversos locais  no país, até 2025. 

Sua prioridade serão áreas ao redor de estradas que ajudam a transportar mercadorias em caso de situações de emergência, bem como cabos ao longo das estradas que levam a locais do Patrimônio Mundial e outros destinos turísticos populares. 

Eles citaram a melhora na resposta a desastres e o embelezamento da paisagem como os fatores motivadores por trás do plano.

Contra isso está o fato de que cerca de 70 mil novos postes são instalados a cada ano. O governo garante que estará interagindo com empresas de energia para tentar diminuir esse número e buscar alternativas de transmissão de energia em todo o país.

Os cabos elétricos e os desastres naturais

cabo

A questão dos cabos elétricos tem ganhado muito mais atenção nos últimos anos, especialmente depois de um tufão em setembro de 2019 que deixou vastas áreas da província de Chiba sem energia. 

Embora o novo plano vise abordar áreas críticas para resposta a desastres, os cidadãos criticam tanto a escala relativamente pequena da remoção do cabo quanto a longa janela de tempo projetada que levará até mesmo para removê-lo. 

Do outro lado do debate, também há pessoas veementemente contra a implementação de cabos subterrâneos, o que implica que a facilidade muito maior de reparo em linhas aéreas mais do que compensa seu maior risco de serem danificados em primeiro lugar.

Para cada pessoa que reclama sobre como os cabos aéreos parecem feios, há outro argumentando que os postes que os sustentam são importantes para marcar as ruas ou fornecer luz. 

Este vídeo no YouTube mostra os desafios de realizar a mudança.

O destino final dos cabos elétricos aéreos do Japão permanece no escuro por enquanto, mas estamos ansiosos para ver como as mudanças podem acontecer nos próximos quatro anos.

Deixe uma resposta

Leia mais posts relacionados