Suga pede desculpas após executivos do partido visitarem bares durante o Estado de Emergência

O governo vem pedindo regularmente que sejam respeitadas as exigências impostas pelo novo Estado de Emergência

Suga pede desculpas após executivos do partido visitarem bares durante o Estado de Emergência

O primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga pediu desculpas depois que legisladores de sua coalizão visitaram bares durante o atual Estado de Emergência, no qual o governo pediu às pessoas que evitassem passeios desnecessários para conter a disseminação do COVID-19. A notícia é outra dor de cabeça para Suga, cujo índice de aprovação caiu devido à insatisfação com sua forma de lidar com a pandemia, que os críticos consideram muito lenta e inconsistente.

“Lamento muito que isso tenha acontecido quando pedimos às pessoas que não comam fora depois das 20h e que evitem saídas não essenciais e urgentes”, disse Suga na Dieta. “Cada legislador deve se comportar para obter a compreensão do público”. O Japão emitiu este mês o novo Estado de Emergência em Tóquio e outras áreas para conter um forte aumento nos casos de COVID-19. A medida inclui a solicitação de fechamento de restaurantes e bares até as 20h, embora atualmente não haja penalidades para o descumprimento.

“Meu comportamento foi descuidado no momento em que pedimos às pessoas que fossem pacientes”, disse a repórteres Jun Matsumoto, legislador sênior do Partido Liberal Democrata, no poder. Matsumoto estava falando após uma reportagem da revista Shukan Shincho de que ele havia visitado dois bares com recepcionistas até as 23h no elegante bairro de Ginza, em Tóquio, após jantar em um restaurante italiano no dia 18 de janeiro.

Kiyohiko Toyama, legislador e secretário-geral interino do parceiro júnior da coalizão Komeito, também se desculpou depois que o tabloide Shukan Bunshun relatou que havia visitado um bar de hostess sofisticado em Ginza até o final da última sexta-feira. Suga foi criticado por participar das reuniões sociais de fim de ano em dezembro. Apesar de suas próprias advertências públicas contra grandes refeições em grupo, Suga foi em frente com uma série de encontros em dezembro em um restaurante de carnes sofisticado em Ginza.