Sony comprará a Crunchyroll, empresa de distribuição de anime, por 1,175 bilhões de dólares

Também não é nenhuma surpresa que a Sony esteja indo nesta direção, dada a popularidade dos anime recentemente

Sony comprará a Crunchyroll, empresa de distribuição de anime, por 1,175 bilhões de dólares
Desbravando o Japão

A Sony Corporation anunciou que concordou em comprar o serviço de streaming de anime Crunchyroll, da gigante de telecomunicações americana AT & T. Este é o último movimento da empresa japonesa para se estabelecer como um gigante na indústria de videogames, filmes e animação. Seu investimento desta vez: cerca de 1,175 bilhões de dólares.

A Crunchyroll se tornaria uma subsidiária do Funimation Global Group, da Sony. No dia 9 de dezembro, a Sony divulgou um comunicado por meio de seu site, deixando clara sua motivação: A combinação da Crunchyroll e Funimation oferece a oportunidade de ampliar a distribuição para seus parceiros de conteúdo e expandir as ofertas fantásticas aos consumidores.

A Crunchyroll foi estabelecida pela primeira vez em 2006 e tem algumas das séries de anime mais populares no Japão e no exterior, incluindo o ninja Naruto, o anime de vôlei Haikyu! e Attack on Titan. Desde então, o serviço conseguiu se expandir amplamente em mais de 200 países, com mais de 90 milhões de assinantes online de seu serviço de streaming gratuito, bem como 3 milhões de assinantes pagantes.

O investimento da Sony na Crunchyroll também fornece uma perspectiva de como a Sony está consolidando sua presença em serviços de streaming, ao invés de vender apenas hardware. Em termos de serviços de streaming de jogos online, a Sony já possui mais de 46 milhões de membros pagantes. Mas, para distribuição de conteúdo, a corporação até agora dependia amplamente de outras empresas. Com este movimento, a Sony parece estar se colocando no centro das atenções como um gigante na produção e distribuição de entretenimento.

Leia em Japan Foward (Inglês)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também