Mulher de 21 anos é presa por enviar centenas de selfies nua para idosa

Stalkers são uma triste realidade do Japão, porém, mulheres com esse comportamento são extremamente raras

Mulher de 21 anos é presa por enviar centenas de selfies nua para idosa
Desbravando o Japão

No dia 10 de fevereiro, a polícia respondeu a uma queixa de uma mulher que invadiu um restaurante na cidade de Nara. Após os policiais entrevistaram a suspeita, soube-se que ela havia trabalhado lá da primavera de 2019 até fevereiro do ano passado. Como resultado deste incidente, a mulher foi presa sob suspeita de violar a Lei de Controle de Stalker porque ela estava apaixonada por uma ex-colega de trabalho, uma mulher de 70 anos.

No dia seguinte, a ex-colega de trabalho foi à polícia para apresentar mais provas: 293 mensagens em seu celular que continham fotos nuas da suspeita e outros conteúdos “obscenos”. As correspondências foram enviadas entre 23 de setembro a 15 de outubro. Sob custódia, a suspeita teria admitido os atos e dito à polícia: “Ainda gosto dela. Enviei uma grande quantidade de mensagens porque era bom mimá-la”.

De acordo com a NHK, a suspeita também disse à polícia: “Minha mãe não me mostrou muito carinho enquanto crescia, mas [a vítima] me ensinou gentilmente e passei a gostar dela”. O fato de ela agora ser acusada de perseguição sugere que seu amor não foi correspondido. Na verdade, a mulher na casa dos 70 anos também teria contatado a polícia na primavera de 2020 sobre outro incidente com foto nua, após o qual a polícia emitiu um alerta para a suspeita por telefone.

Leia em Sora News 24 (Inglês)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também