Japão iniciará vacinação de 40 mil profissionais de saúde

O Japão recebeu o primeiro lote de 400 mil doses da vacina Pfizer na Bélgica na sexta-feira passada e concedeu a aprovação rápida no domingo com base em dados principalmente de testes clínicos no exterior

Japão iniciará vacinação de 40 mil profissionais de saúde

O Japão começará a administrar a vacina COVID-19 a um grupo inicial de 40 mil profissionais de saúde nesta quarta-feira, o dobro do número planejado anteriormente, disse o ministro encarregado dos esforços de vacinação na terça-feira. A inoculação de idosos começará em abril, com um segundo carregamento da vacina da Pfizer Inc. chegando da Europa na próxima semana, disse Taro Kono em uma entrevista coletiva.

Kono disse que mais profissionais de saúde do que o esperado se voluntariaram para um estudo para rastrear possíveis efeitos colaterais e a frequência com que ocorrem. O estudo continuará com 20 mil médicos e enfermeiras em 100 hospitais em todo o país, que deverão manter registros diários por sete semanas após receberem a primeira das duas injeções.

Outros 3,7 milhões de profissionais de saúde da linha de frente começarão a receber a vacina em março, seguidos por 36 milhões de pessoas com 65 anos ou mais a partir de abril. As pessoas com doenças pré-existentes como diabetes ou doenças cardíacas e as que trabalham em instituições de cuidados para idosos virão a seguir e, finalmente, a população em geral.

“Espero que muitas pessoas tomem a vacina com uma compreensão dos benefícios e riscos”, disse Kono. O ministro também disse que a União Europeia liberou a segunda remessa sob seus novos controles de exportação de vacinas, mas não quis dizer quantas doses ela conteria.