Japão tornará a reciclagem de plástico obrigatória para grandes corporações

Um painel de especialistas endossou a proposta de reciclagem do Ministério da Economia, Comércio e Indústria e do Ministério do Meio Ambiente

Japão tornará a reciclagem de plástico obrigatória para grandes corporações

O governo japonês planeja tornar obrigatória a reciclagem de materiais plásticos usados ​​em escritórios e fábricas a partir de abril de 2022, para aumentar a baixa taxa de reciclagem de resíduos plásticos resultantes de atividades corporativas, disseram autoridades.

Dos 8,91 milhões de toneladas de resíduos plásticos que o Japão gerou em 2018, 4,62 milhões vieram do setor corporativo e a maior parte deles foi incinerada. O governo pretende apresentar um projeto de lei para obrigar as empresas, excluindo as pequenas empresas, a reciclar seus resíduos de plástico na sessão ordinária do parlamento no próximo ano, disseram eles.

Segundo o plano, grandes geradores de resíduos serão obrigados a separar os plásticos de outros resíduos e entregá-los a uma empresa de reciclagem. Mesmo que as pequenas empresas fiquem isentas da obrigação, elas serão solicitadas a intensificar os esforços de reciclagem.

O governo já decidiu no início deste ano reciclar totalmente cerca de 4,29 milhões de toneladas por ano de resíduos plásticos gerados pelas residências. Alguns municípios ainda não possuem um sistema de coleta de resíduos de embalagens plásticas, como bandejas de alimentos e garrafas, enquanto itens como brinquedos e artigos de papelaria são incinerados ou despejados em aterros. O governo está promovendo a redução do uso e da reciclagem de plásticos para conservação de recursos e controle da poluição, com o objetivo de reduzir o lixo de plásticos descartáveis ​​em 25% até 2030.