Invenção japonesa, o Código QR, ganha prêmio por impacto global em eletrônicos

O Código QR agora é usado para sistemas de pagamento eletrônico, cupons e sites, mas teve sua origem para aprimorar gerenciamento de estoques

Invenção japonesa, o Código QR, ganha prêmio por impacto global em eletrônicos

O código QR, que foi inventado no Japão na década de 1990, recebeu um prêmio reconhecendo seu impacto global como uma ferramenta crítica de compartilhamento de informações, disse seu inventor no início deste mês. Desenvolvido pela empresa que agora é Denso Wave Inc., uma subsidiária da fabricante de peças automotivas Denso Corp., o código ganhou o prêmio IEEE Milestone do Instituto de Engenheiros Elétricos e Eletrônicos dos Estados Unidos, que reconhece realizações eletrônicas em todo o mundo.

O código QR, que tem a capacidade de transportar cerca de 200 vezes mais informações do que os códigos de barras, foi desenvolvido pela primeira vez em 1994 para gerenciamento de estoque. Ele tem a capacidade de ser decodificado de vários ângulos e é relativamente insusceptível ao reconhecimento incorreto, mesmo quando cercado por palavras ou imagens. Os dados também podem ser restaurados mesmo se uma seção do código estiver faltando.

Em uma tentativa de expandir seu uso, a empresa lançou a invenção gratuitamente. O código QR ganhou força no setor de manufatura no final da década de 1990, rapidamente se espalhando para uma miríade de outras indústrias, como a alimentícia e a farmacêutica. Nos últimos anos, seu uso se expandiu para a vida cotidiana, juntamente com a disseminação de telefones celulares equipados com câmeras que podem ler os códigos.

O prêmio IEEE Milestone, criado em 1983, reconheceu um total de 207 conquistas no final de 2019. Esta é a primeira invenção da Denso a receber um prêmio da organização.