Gatos japoneses tem santuário perfeito para se proteger em Tóquio

Os gatos têm o hábito de sair por onde querem, mas neste santuário os felinos são convidados de honra

Gatos japoneses tem santuário perfeito para se proteger em Tóquio
Usuário do Twitter @ttt_zegu952

Alguns santuários xintoístas, como o Santuário Meiji de Tóquio, ficam em extensos terrenos onde os visitantes são convidados a passear. Outros, porém, são menores e mais simples, com pouco mais do que um humilde portão torii e um altar compacto onde os adoradores podem fazer oferendas.

O Miyori Daimyojin é um santuário na cidade de Ishinomaki, província de Miyagi, que está na última categoria. Na verdade, há uma cerca ao redor do santuário que impede as pessoas se moverem mais do que alguns passos dentro do portão, mas isso não impediu um visitante felino de ir mais longe no terreno do santuário e se sentir em casa, conforme mostrado a foto do usuário japonês do Twitter @ ttt_zegu952 na capa.

O curioso é que o Miyori Daimyojin também é chamado de Neko Jinja, que significa “Santuário do Gato”. O santuário está localizado na ilha de Tashirojima, onde a pesca era tradicionalmente o meio de vida da maioria das pessoas. Em algum momento da história da ilha, os pescadores começaram a acreditar que gatos felizes eram um presságio de uma boa pesca para o dia, e por isso tornou-se um costume entre os moradores locais tratar as criaturas da forma mais gentil possível.

Mas mesmo com boas intenções, acidentes podem acontecer. Um dia, um pescador estava rachando uma pedra para fazer âncora para seu barco, e parte da pedra que se soltou atingiu um gato próximo, matando-o. Então, o Santuário do Gato foi construído para ajudar o animal a descansar em paz, e mesmo hoje me dia você pode encontrar gatos circulando por lá como se fossem donos do lugar.