Governo não se arrepende de excluir Tóquio do programa de subsídios a viagens

Muitos que fizeram planos para aproveitar o programa do Governo ficaram indignados. O súbito aumento de pessoas infectadas foi o motivo por trás da decisão repentina

Governo não se arrepende de excluir Tóquio do programa de subsídios a viagens

Referindo-se à decisão do governo japonês de excluir as viagens saindo e para Tóquio de sua campanha de subsídios Go To Travel, destinada a combater as consequências econômicas da nova pandemia de coronavírus, o secretário-geral do gabinete, Yoshihide Suga, pediu desculpas aos que já haviam feito planos de viagem.

“Tomamos a decisão em meio à realidade de que o número de novos casos de coronavírus havia aumentado (em Tóquio) pouco antes do lançamento do programa (subsídio de viagem)”, disse Suga. “Lamentamos profundamente.”

Quanto às taxas de cancelamento cobradas às pessoas com reservas para ou fora de Tóquio, Suga disse: “Não tomaremos nenhuma medida específica e deixamos isso para as agências de viagens. O Ministério da Terra, Infraestrutura, Transporte e Turismo fornecerá explicações cuidadosas para a indústria do turismo”.

Quanto ao motivo pelo qual as viagens para e fora de Tóquio foram excluídas do programa de subsídios, Suga explicou aos repórteres: “Objetivamente, o número de pessoas infectadas com o novo coronavírus em Tóquio se destaca e compreende cerca de metade do número de pessoas infectadas em todo o país. Considerando as recomendações de um painel de especialistas em doenças infecciosas, decidimos excluir as viagens para dentro e fora de Tóquio (do programa)”.