Escolas japonesas realizam suas usuais cerimônias, aplicando medidas contra vírus

As escolas escalonaram os horários de chegada dos alunos por série. Elas também permitiram que apenas os novos alunos e professores participassem das cerimônias

Escolas japonesas realizam suas usuais cerimônias, aplicando medidas contra vírus
Alunos e pais, usando máscaras e mantendo distância um do outro, participaram da cerimônia de entrada na escola primária de Nakayama, em Yokohama, no dia 6 de abril Foto: Ryo Kato/Asahi

Antes de 7 províncias entrarem em Estado de Emergência no Japão, muitas escolas realizaram suas cerimônias de abertura e entrada no dia 6 de abril. Para reduzir o risco de infecções, cerimônias de entrada foram realizadas ao ar livre, no pátio da escola. Outras escolas optaram por cancelar suas cerimônias e apenas entregaram os documentos necessários para alunos e pais.

Em Yokohama, com um total de 612 estudantes, realizou a cerimônia de entrada no dia 6 de abril. A cerimônia realizada no ginásio, foi encurtada para cerca de 20 minutos. Os alunos estavam sentados separados um do outro e as portas e janelas foram abertas para permitir a circulação do ar. Um pai ou responsável foi autorizado a participar da cerimônia por aluno.

O conselho de educação da cidade inicialmente planejava reiniciar as aulas em 8 de abril, mas rescindiu o plano devido a preocupações dos pais, à medida que o número de infecções aumenta na área metropolitana de Tóquio.

Alguns professores questionaram a segurança de realizar tais eventos, outros expressaram se preocupam dizendo “é realmente bom deixá-los vir para a escola?” e sugerindo que “devemos cancelar ou adiar (as cerimônias)”.

N29 - 13-04-2020
Os alunos vão para as salas de aula depois que as mãos são desinfetadas na Escola Nishinokyo Junior, em Quioto, no dia 6 de abril.
Foto: Kenta Sujino/Asahi

Veja também

Assine nossa newsletter