Cresce o medo relacionado à exaustão causada pelo uso de máscaras no verão

Especialistas médicos pediram vigilância extra às doenças relacionadas ao calor neste verão, em meio a crescentes temores de que o uso de máscaras faciais possa causar dificuldades respiratórias e desidratação

Cresce o medo relacionado à exaustão causada pelo uso de máscaras no verão

Parte da série Coronavírus, em 354 posts

As cidades das províncias de Yamanashi e Gunma registraram no dia 11 a temperatura mais alta do país este ano, atingindo 33,4°C, com várias outras províncias registrando temperaturas acima de 30°C no mesmo dia.

Usar máscaras durante os meses quentes e úmidos do verão “será uma nova experiência para muitas pessoas”, disse Yasufumi Miyake, chefe do centro avançado de serviços médicos de emergência do Hospital Universitário Teikyo.

Como o uso de máscaras em climas quentes dificulta a entrada de ar frio nos pulmões, os músculos respiratórios são ativados, resultando em falta de ar, o que por sua vez, facilita a acumulação de calor dentro do corpo.

Miyake, que é versado em medidas para prevenir doenças relacionadas ao calor, enfatizou que é importante esfriar o corpo para evitar a exaustão pelo calor e a insolação. Ele sugeriu ligar aparelhos de ar condicionado, beber água em intervalos regulares e aumentar o tempo de descanso.

N47 - 21-05-2020

Leia em News on Japan (Inglês)

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *