Companhia aérea deixa passageiro no aeroporto de uma ilha rural após ele se recusar a usar máscara

Foram 30 minutos da tripulação insistindo para que o passageiro colocasse uma máscara, mas ele acabou removido da aeronave

Companhia aérea deixa passageiro no aeroporto de uma ilha rural após ele se recusar a usar máscara

O avião da Hokkaido Air System se preparava para decolar do aeroporto de Okushiri, na província de Hokkaido, onde quase todos os passageiros estavam usando uma máscara, mas um deles se recusava a utilizar. Os comissários de bordo pediram por favor para que ele colocasse uma máscara, para ajudar a reduzir as chances de infecção no avião, mas o homem recusou. A tripulação diz que perguntou ao homem várias vezes por que ele não estava disposto a usar uma máscara, mas ele se recusou a dar qualquer tipo de explicação.

Então, como o impasse terminou? Com o homem sendo removido do avião e deixado para trás enquanto ele decolava. O incidente atrasou o voo em 30 minutos, embora o passageiro fosse para a cidade de Hakodate, que também fica em Hokkaido, é importante notar que Okushiri, onde o homem sem máscara foi deixado para trás, é uma ilha pouco povoada, então não é como se ele pudesse apenas pegar um ônibus.

Após o incidente, o homem disse à emissora NHK que o motivo pelo qual ele não queria usar uma máscara era por causa de uma alergia no rosto, e também afirma que só pediram para ele colocar a máscara uma única vez. Quanto ao por quê ele não respondeu à pergunta dos comissários de bordo, ele disse: “Não queria falar sobre minha doença com os outros passageiros”.

Após o incidente, a Hokkaido Air System (uma subsidiária da Japan Airlines) emitiu um comunicado esclarecendo que eles não removeram o homem porque ele não estava usando uma máscara, mas porque sua recusa em se comunicar com a tripulação de voo estava criando um distúrbio, ambiente potencialmente inseguro dentro da cabine.