Cientistas japoneses estão preocupados com terremotos silenciosos

Durante um evento de escorregamento lento, uma falha se move suavemente, liberando energia acumulada ao longo do tempo, sem liberar uma onda sísmica

Cientistas japoneses estão preocupados com terremotos silenciosos

Os cientistas estão reunindo dados de “terremotos silenciosos”, conhecidos como eventos de escorregamento lento, detectados na Falha de Nankai, para entender melhor os mecanismos por trás de grandes tremores e promover pesquisas sobre previsão de terremotos.

Uma equipe de pesquisa conjunta do Instituto de Ciência Industrial da Universidade de Tóquio e da Guarda Costeira do Japão publicou os resultados na revista americana Science Advances em janeiro. Os pesquisadores disseram ter detectado atividade lenta, na qual um limite de placa se move sem causar tremores, em supostas zonas sismogênicas da calha Nankai, na costa do Pacífico no oeste do Japão.

“É a primeira vez que eventos de escorregamento lento são detectados no lado offshore da (Nankai Trough)”, disse Yusuke Yokota, professor do instituto especializado em sistemas de informação subaquática, acrescentando que a realização de pesquisas no exterior e sob a o fundo do mar tem sido difícil.

Se for detectado um escorregamento lento com velocidade e tamanho incomuns, a agência emitirá uma “informação incidental” avisando ao público que há um risco aumentado de um terremoto.

N11 - 06-02-2020