Viagens espaciais sairão de Okinawa em 2025

Uma ilha ao sul das ilhas de Okinawa, pretende ser o porto que levará milhares de turistas para um passeio inesquecível

Viagens espaciais sairão de  Okinawa em 2025

O Governo da Província de Okinawa e a desenvolvedora de aviões espaciais PD AeroSpace Ltd. concordaram em começar a preparar um “porto espacial” no Aeroporto Miyako Shimojishima, na ilha de Shimojishima, para servir de base para voos de passageiros ao espaço.

O governo da província concluiu um acordo com a empresa, sediada na cidade de Nagoya, no centro do Japão, em uma cerimônia na sede do governo da província no dia 10 de setembro. O CEO da PD AeroSpace, Shuji Ogawa, disse que o porto seria uma base para negócios espaciais. “Nosso objetivo é conseguir isso com o slogan Shimojishima, a ilha da qual você pode viajar para o espaço, disse Ogawa. Ele disse que esperava ver a realização de uma excursão espacial em 2025.

A PD AeroSpace afirma que vai investir vários bilhões de ienes (cerca dezenas de milhões de dólares) no projeto e pretende crescer em três campos: locação, treinamento e turismo, com o objetivo de realizar um voo de teste de um protótipo de avião espacial não tripulado em 2021. Visando os turistas ricos na Ásia, principalmente na China, pretende levar 100 pessoas ao espaço em 2025 e aumentar esse número para 1000 em 2030. Durante os voos propostos de 90 minutos, os passageiros experimentariam cinco minutos de falta de peso. O custo da viagem é estimado em cerca de 15 milhões de ienes (cerca de 141 mil dólares) por pessoa.

Durante a cerimônia de acordo, o vice-governador de Okinawa, Kiichiro Jahana, comentou: “É uma proposta muito atraente e inspiradora. A indústria espacial é um campo com grandes perspectivas de futuro que continua a crescer em todo o mundo e terá um efeito cascata toda a província”. Ele indicou que o governo da província manteria as estradas ao redor da área e executaria outras obras de infraestrutura. Tanto a operadora aérea ANA Holdings Inc., quanto a grande empresa de viagens HIS Co., estão entre as empresas com participações na PD AeroSpace, que visa transformar voos espaciais em um negócio.