Vendedora de seguros para idosos vendeu 1,9 bilhões de ienes em planos falsos para clientes

Quase todas as vítimas do esquema eram clientes que conheciam a mulher há algum tempo e, como prova de que os prêmios haviam sido recebidos, ela entregava documentos, incluindo recibos manuscritos

Vendedora de seguros para idosos vendeu 1,9 bilhões de ienes em planos falsos para clientes

Suspeita-se que uma ex-funcionária da Dai-Ichi Life Insurance Co., de 80 anos, da província de Yamaguchi, no oeste do Japão, tenha colhido 1,9 bilhão de ienes (cerca de 18 milhões de dólares) com a venda de planos de seguro falsos para pelo menos 21 clientes, informou a empresa. A Dai-Ichi Life dispensou a mulher em julho e a Delegacia de Polícia da cidade de Shunan em Yamaguchi, está conduzindo uma investigação acelerada por fraude. O trabalho para recuperar o dinheiro também começou.

De acordo com a seguradora, a mulher trabalhava como vendedora em uma filial do departamento de gerenciamento de marketing da empresa em Shunan. Há mais de 10 anos, ela começou a oferecer aos clientes da província um “plano especial” inexistente com taxas de juros mais altas. Ela então redigia um “contrato” direto com os clientes, sem que eles fossem verificados pela empresa, e cobrava os prêmios. A Dai-Ichi Life disse que “ainda não determinou” como os fundos que ela aparentemente acumulou foram usados.

O esquema foi descoberto no início de junho, depois que um cliente abordou a empresa com perguntas sobre o pacote “especial” que havia assinado. A empresa a demitiu no dia 3 de julho e a denunciou à delegacia de Shunan no dia 31 de julho. No dia 2 de outubro, a empresa criou uma força-tarefa para resolver o problema em sua sede em Tóquio. Agora está trabalhando para entender tudo o que aconteceu e para confirmar todo o valor tomado. Também já começou a pedir desculpas aos clientes e a devolver o dinheiro.

“Pedimos desculpas profundamente pela grande quantidade de inconveniência e preocupação que causamos aos nossos clientes e a todos ligados a este caso”, disse Dai-Ichi Life em um comunicado