supercondutores

Trem do Japão começa a operar com sistema de transmissão de supercondutores, sem perda de energia

Uma iniciativa pioneira está sendo implementada na linha ferroviária Izuhakone Tetsudou, localizada na cidade de Izunokini, em Shizuoka. Essa iniciativa envolve a utilização de um sistema de transmissão de energia supercondutor, que não apresenta perdas de energia durante a operação dos trens.

Um trem com tranmissão de supercondutores

Esse sistema inovador utiliza refrigeração a nitrogênio líquido para viabilizar a supercondução, permitindo a transmissão de energia através de cabos sem perdas significativas. O Instituto de Tecnologia Ferroviária japonês está conduzindo testes para avaliar a eficácia desse sistema, que representa a primeira aplicação prática desse tipo de tecnologia no mundo.

supercondutores

O sistema emprega um mecanismo que evita a perda de eletricidade, resfriando os cabos feitos de materiais especiais. Embora os cabos testados atualmente tenham apenas cerca de 100 metros de comprimento, uma variedade deles está sendo desenvolvida para futuras aplicações. Caso sejam implementados em larga escala, esses cabos poderiam reduzir significativamente o número de subestações, cujos custos de construção e manutenção são elevados.

supercondutores

Os responsáveis estimam que esse sistema de transmissão de energia supercondutor pode ser implantado a metade do custo de manutenção das subestações tradicionais. Além disso, ao considerar o espaço ocupado por essas subestações, esse sistema pode trazer benefícios adicionais para a sociedade em termos de otimização do espaço urbano.

supercondutores

Representantes de aproximadamente 10 operadoras ferroviárias já demonstraram interesse nessa tecnologia inovadora. Se os testes em andamento forem bem-sucedidos, a adoção em larga escala estará cada vez mais próxima, prometendo revolucionar o setor ferroviário e contribuir para uma infraestrutura mais eficiente e sustentável.

supercondutores

Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *