Suicídios aumentam pelo quinto mês consecutivo no Japão

O aumento têm colocado as autoridades em alerta e há planos para criação de medidas para a prevenção de novos casos de suicídio

Suicídios aumentam pelo quinto mês consecutivo no Japão

O número de pessoas que cometeram suicídio em novembro no Japão aumentou 11,3% em relação ao ano anterior, atingindo 1798 casos, registrando uma alta pelo quinto mês consecutivo, conforme mostram dados da Agência Nacional de Polícia.

O número de suicídios no período de janeiro a novembro chegou a 19.101 casos, 426 a mais que no mesmo período do ano anterior, de acordo com os dados divulgados. Em novembro, 1169 homens e 629 mulheres se suicidaram. Por província, o número de suicídios registrados foi maior em Tóquio, com 198 casos, seguido por Kanagawa, com 116 casos e Saitama, com 107.

Falando em uma entrevista coletiva, o Secretário-chefe de Gabinete, Katsunobu Kato, atribuiu o aumento contínuo de suicídios no país à pobreza, violência doméstica e problemas relacionados à criação das crianças, que se tornaram mais sérios em meio à crise do COVID-19. “Vamos promover medidas de prevenção do suicídio”, disse o porta-voz do governo.

Se você ou alguém que você conhece precisa de aconselhamento, o site Consulado Geral do Brasil em Nagoya faz parcerias com psicólogos para auxiliar membros da comunidade.

Veja também

Assine nossa newsletter