Robovie, o robô que pede aos clientes que usem máscaras em Osaka

Um robô, capaz de solicitar aos clientes que usem máscaras e mantenham distância social para conter a disseminação do novo coronavírus, está sendo testado em uma loja de Osaka

Robovie, o robô que pede aos clientes que usem máscaras em Osaka
The Robovie-R ver.3 robot by Vstone Co. Ltd of Japan greets attendees at the 2011 International Consumer Electronics Show January 6, 2011 in Las Vegas, Nevada. The Robovie-R3 can answer questions and guide humans to places, acting as an assistant to older and handicapped people. CES, the world’s largest annual consumer technology tradeshow, officially runs from January 6-9. AFP PHOTO / Robyn Beck (Photo by ROBYN BECK / AFP)

O desenvolvedor do Robovie, o Advanced Telecommunications Research Institute International em Quioto, prevê que ele será usado para substituir a equipe nas lojas e reduzir o contato entre as pessoas em meio à pandemia.


Leia também: Japão pretende usar robôs para impulsionar testes de COVID-19


Com o layout da loja previamente informado, o robô, equipado com câmera e sensores, pode observar os movimentos do cliente e medir distâncias por meio de lasers durante o patrulhamento.

O robovie identifica os clientes que não estão usando máscaras e os convida a fazê-lo depois que a equipe do instituto confirma pela câmera que não cometeu um erro. Além disso, o robô pode direcionar os clientes aos produtos da loja e também alertar as pessoas que não se distanciam socialmente na fila para pagar.

O teste, que começou em novembro de 2020 em uma loja de mercadorias do clube de futebol profissional japonês Cerezo Osaka, no bairro de Suminoe, no oeste do Japão, está sendo realizado atualmente entre as 15h30 e as 18h30 todas as segundas, quartas e sextas-feiras, e está programado para durar até 30 de novembro, mas pode ser estendido.

Veja também

Assine nossa newsletter