Primeiro-Ministro do Japão fala sobre instabilidade e a necessidade de recuperar a confiança da população após escândalo de suborno

suborno

O Primeiro-Ministro do Japão, Fumio Kishida, abordou a instabilidade e a necessidade de recuperar a confiança pública após o escândalo de suborno que envolve as Alas Abe e Nikai do Partido Liberal Democrata.

Kishida falando sobre o suborno

Ele enfatizou um compromisso em restaurar a confiança nacional, especialmente após a incursão da Procuradoria Especial de Tóquio nos escritórios das alas mencionadas.

suborno

Kishida indicou que, apesar da investigação, deseja que os ministros e membros do gabinete permaneçam em seus cargos, desde que o Ministro da Justiça, responsável pelos procuradores, seja o foco da investigação na Ala Nikai.

suborno

O Primeiro-Ministro destacou a importância de uma investigação rigorosa, expressando sua intenção de questionar imediatamente os Ministros relacionados ao caso. Quanto à sua afiliação política, Kishida esclareceu que, embora pertença à mesma organização política, ele possui uma personalidade distinta como membro de outra entidade política.

suborno

Em relação à sua saída da Ala no dia 7 de dezembro, Kishida não comentou sobre a discreta saída da Ala Nikai, indicando que avaliará a situação antes de tomar qualquer decisão, conforme expresso pelo Ministro da Justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *