Primeiro-ministro do Japão diz que planeja liberar água de Fukushima em breve

Suga não deu um cronograma, embora a decisão sobre Fukushima seja esperada em semanas, se não meses. Uma liberação real levaria cerca de dois anos

Primeiro-ministro do Japão diz que planeja liberar água de Fukushima em breve

O primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga disse que seu governo está trabalhando nos detalhes finais de um plano para liberar grandes quantidades de água radioativa armazenada na usina nuclear destruída de Fukushima, uma decisão que foi adiada por protestos. Mais de nove anos após o desastre, o governo ainda não deixou claro o que fará com a água da usina, embora se especule amplamente sobre o lançamento no oceano nos últimos anos.

“Não podemos adiar nossa decisão para sempre sem fazer um plano”, disse Suga em uma sessão parlamentar na quarta-feira, dizendo que a planta está ficando sem espaço de armazenamento. “Com base nas discussões e experiência que tivemos, aprofundaremos ainda mais nossa discussão e tomaremos uma decisão responsável no momento apropriado.”

Um painel do governo divulgou em fevereiro um relatório recomendando o lançamento de água no oceano como o plano mais realista. O governo e o operador da usina, Tokyo Electric Power Co., ou TEPCO, dizem que todos os materiais radioativos, exceto o trítio, podem ser removidos com segurança e que o trítio é amplamente inofensivo.

A planta agora tem mais de 1,2 milhão de toneladas de água armazenada em mil enormes tanques que ocupam uma grande quantidade de espaço na planta. A TEPCO afirma que ficará sem espaço no verão de 2022 e que os tanques atrapalham o processo de descomissionamento.