Pesquisa diz que apenas 40% das barragens no Japão podem evitar riscos de inundações

O governo vem pedindo aos operadores de barragens que preparem a função para liberação estratégica e gerenciem ativamente os níveis de água

Pesquisa diz que apenas 40% das barragens no Japão podem evitar riscos de inundações

Apenas 40% das barragens no Japão podem liberar preventivamente a água de seus reservatórios antes das fortes chuvas para mitigar os riscos de inundação, mostrou uma pesquisa da Kyodo News.

A falta da função de “pré-liberação” forçou alguns operadores de barragens a aprovar descargas de emergência somente depois que os níveis de água atingiram seu limite em tufões recentes e outros desastres de chuva. Algumas pessoas morreram devido a rios inundados causados ​​por essa liberação na chuva torrencial de 2018 no oeste do Japão.

A pesquisa, realizada no mês passado, constatou que 246 das 559 barragens operadas por 57 organizações em todo o país são capazes de liberar água antes da previsão de chuvas.

Quarenta e cinco das operadores dizem que têm dificuldade em fazê-lo, citaram razões que incluem as estruturas das barragens, como falta de portões de descarga ou ter condutos de descarga com fraca capacidade de drenagem.

N23 - 10-01-2020
Represa de Tokuyama