Pesquisa: 13% dos japoneses vão usar os 100.000 ienes em investimentos

A pesquisa foi realizada on-line por uma operadora de aplicativos para smartphones

Pesquisa: 13% dos japoneses vão usar os 100.000 ienes em investimentos

O governo do primeiro-ministro Shinzo Abe está oferecendo 100.000 ienes para todos os residentes no Japão, como parte de medidas de estímulo econômico para combater a crise do novo coronavírus. A operadora de aplicativos de contabilidade doméstica Money Forward Inc., realizou a pesquisa em meados de maio, com 7.827 dos seus 10 milhões de usuários, perguntando como eles gastariam o dinheiro da ajuda. Cerca de 60% dos entrevistados tinham entre 30 e 40 anos.

A resposta mais comum para o uso dos 100.000 ienes na enquete foi “cobrir despesas de moradia” com 38%, seguida de “economia” com 25%, “despesas de viagem e entretenimento” com 19 % e “indeciso” com 15%. “Investimento” ficou em quinto lugar com 13%, à frente de “educação e enriquecimento cultural” com 10% e “pagamento de impostos” com 8%.

Além disso, 10% dos entrevistados, que anteriormente não possuíam experiência em investimentos, disseram ter iniciado investimentos financeiros após o surto viral. Desses, 53% deram “uma queda nos preços das ações” como motivo para entrar no mundo dos investimentos.

De acordo com uma empresa de valores mobiliários on-line, o número de investidores individuais que abriram contas aumentou, após muitos verem o colapso do preço das ações em março, como uma oportunidade para fazer investimentos. O CEO do Japan Exchange Group Inc., Akira Kiyota, disse em entrevista coletiva que “o auxílio de 100.000 ienes são distribuídos até para aqueles que não estão necessariamente precisando. Pode haver quem gaste o dinheiro em investimentos em ações”.