Órgãos públicos no Japão recebem ameaças a bomba, com “terroristas” exigindo Bitcoin

Aparentemente, os “terroristas” não devem ter muito contato com o Japão, uma vez que o governo não possui Bitcoin

Órgãos públicos no Japão recebem ameaças a bomba, com “terroristas” exigindo Bitcoin

Desde julho, vários escritórios do governo local em pelo menos 18 províncias, estão sob cerco por um extorsionário on-line. Em cada caso, as províncias ou as escolas recebem um e-mail ameaçando detonar um explosivo, a menos que um pagamento em Bitcoin fosse realizado.

A quantidade exata variava de e-mail para e-mail, mas uma ameaça relatada feita à cidade de Yamagata exigia 40 BTC. Isso tem um valor atual de 48,637 milhões de ienes (ou cerca de 461 mil dólares). Apesar do grande número de tentativas, nenhuma vítima relatou ter pago, em grande parte porque é mais fácil aprender japonês em braile do que um escritório do governo ter Bitcoin.

E esse é o ápice do governo, que não foi atingido por esta onda de ameaças de bomba. Em vez disso, cidades isoladas em áreas relativamente rurais, como Sanjo, na província de Niigata; Tara, em Saga; e Minami, em Tokushima, para citar alguns, parecem ser os alvos favoritos.

Embora não esteja claro neste ponto, a teoria de que esses e-mails estão vindo do exterior certamente explicaria a escolha pela moeda e a falta de conhecimento comum sobre o quão atrasada pode ser a burocracia japonesa.