O Japão estaria prestes a ser abalado por um grande terremoto?

No mês passado, o Japão foi abalado por um terremoto de magnitude 7,1 que atingiu a costa da província de Fukushima

O Japão estaria prestes a ser abalado por um grande terremoto?
Desbravando o Japão

Embora o tremor de fevereiro tenha pegado algumas pessoas de surpresa, outras não ficaram chocadas com ele – na verdade, estavam até esperando por isso. Isso se deve ao fato que três dias antes, houve uma sacudida considerável no Pacífico Sul, à sudeste das Ilhas Loyalty da Nova Caledônia.

A atividade geológica no Pacífico Sul tende a disparar alarmes para muitas pessoas no Japão, desde o Grande Terremoto do Leste do Japão do 11 de março de 2011, aproximadamente duas semanas após o terremoto de Christchurch de 2011 ter devastado a cidade da Ilha Sul da Nova Zelândia em 22 de fevereiro. Portanto, quando uma série de grandes terremotos ocorreu na costa da Nova Zelândia nos dias 4 e 5 de março, isso deixou as pessoas no Japão preocupadas.

Vários terremotos seguiram o tremor inicial de magnitude 7,3, com o mais forte medindo 8,1 de magnitude. Poderiam esses terremotos ser o precursor de mais um grande terremoto no Japão? De acordo com a ciência, é possível. Tanto o Japão quanto a Nova Zelândia estão situados na borda da Placa do Pacífico no Anel de Fogo, um cinturão de 40 mil quilômetros ao longo do qual ocorre a maioria dos terremotos do mundo.

O Japão é particularmente vulnerável a grandes terremotos, pois fica acima de quatro placas tectônicas – as placas do Pacífico, da Eurásia, da América do Norte e das Filipinas se encontram sob o país, onde estão constantemente se empurrando e se esfregando. Quando um acúmulo de tensão é liberado em um trecho de uma placa na forma de um terremoto, é possível que ele crie um ponto de inflexão em outro local e o desencadeamento pode ocorrer.

Leia em Sora News 24 (Inglês)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também