Estátuas douradas são removidas do Castelo de Nagoya e ficarão em exposição temporária

As estátuas devem ser devolvidas ao telhado em meados de julho. Eles foram removidos do castelo pela última vez há 16 anos, quando foram exibidos na exposição de Aichi em 2005

Estátuas douradas são removidas do Castelo de Nagoya e ficarão em exposição temporária

As duas icônicas estátuas douradas do Castelo de Nagoya, de uma criatura mítica meio tigre e meio peixe, foram retiradas na segunda-feira e vão passar vários meses em exibição. Um helicóptero ergueu o macho e a fêmea Shachihoko do topo do telhado da torre do castelo e os depositou em campo aberto, em frente a um ginásio municipal, a cerca de 400 metros de distância.

Cada estátua mede aproximadamente 2,6 metros de altura e pesa em torno de 1,2 toneladas. Eles ficarão em um depósito local até a exibição, na esperança de impulsionar a indústria do turismo local, que foi seriamente afetada pela pandemia de coronavírus.

Os espectadores tiraram fotos de um parque adjacente ao Castelo de Nagoya enquanto a delicada operação era realizada. As estátuas deverão ser exibidas a partir do próximo sábado até 11 de julho, bem como nas províncias de Gifu e Nagano. Os ingressos serão vendidos nos locais.

As estátuas de ouro originais foram erguidas pela primeira vez em 1612, quando a construção da torre do castelo foi concluída, mas a estrutura foi queimada durante os ataques aéreos dos Estados Unidos em maio de 1945 durante a Segunda Guerra Mundial. A torre e as estátuas foram reconstruídas em 1959, sendo a torre construída em concreto armado. O castelo é considerado um símbolo da cidade de Nagoya.

Veja também

Assine nossa newsletter