NTT Docomo suspende serviço de moeda virtual vinculado a 35 bancos após fraude

Os casos foram reportados à polícia em diversas províncias pelo país. O serviço de moeda virtual está indisponível por tempo indeterminado

NTT Docomo suspende serviço de moeda virtual vinculado a 35 bancos após fraude
Foto: Yu Ito

A NTT Docomo Inc. disse que deixará de permitir que os clientes vinculem seu serviço de moeda virtual a suas contas em 35 bancos com os quais tem parceria, após o surgimento de casos de saques indevidos de dinheiro no Japão. A medida entrou em vigor na quinta-feira, quando pelo menos 8 dos 35 credores, como o Japan Post Bank, o Aeon Bank e bancos regionais, foram atingidos pelo golpe.

A NTT Docomo, a maior operadora de telefonia móvel do país, vai considerar a possibilidade de tornar o processo de confirmação de identidade mais rígido antes que o dinheiro seja retirado. O Japan Post Bank disse que vai impedir que os clientes façam novos registros ou mudem de conta bancária para usar o serviço de dinheiro eletrônico da NTT Docomo por um tempo.

Ao vincular suas contas bancárias, os usuários do serviço NTT Docomo podem pagar as compras e transferir dinheiro, entre outras funções. Na recente série de casos, terceiros supostamente roubaram e usaram números de contas bancárias e senhas para abrir contas para o serviço de e-money da NTT Docomo e moveram dinheiro das contas bancárias das vítimas.

Não está claro como essas informações confidenciais foram roubadas e quanto foi retirado. Nenhum banco disse que suas redes de sistema foram comprometidas, aumentando a possibilidade de que emails de phishing (que é um tipo de roubo de identidade on-line) tenham sido usados.