Nova meta do Japão para redução de emissões sobe para 40%

O Japão está tentando aumentar sua meta de redução de emissões de gases de efeito estufa para 2030 em pelo menos 40% em comparação com os níveis do ano fiscal de 2013

Nova meta do Japão para redução de emissões sobe para 40%
Desbravando o Japão

A medida representa um aumento drástico da meta original do governo de reduzir as emissões em 26%, ocorrendo antes da cúpula virtual sobre mudança climática a ser organizada por Joe Biden nos dias 22 e 23 de abril. A meta de 2030, que o governo pretende finalizar na cúpula do G7 em junho, irá ajudar o Japão a se tornar uma economia com emissões zero até 2050.

A União Europeia elevou sua meta de redução das emissões de gases de efeito estufa para 2030 em pelo menos 55% em comparação com 1990, enquanto a Grã-Bretanha elevou sua meta para 68%. O ministro do Meio Ambiente do Japão, Shinjiro Koizumi, disse no mês passado que o governo planeja apresentar “uma meta de redução para 2030 alinhada com a meta para 2050” de neutralidade de carbono.

Enquanto o Ministério do Meio Ambiente está propondo uma meta ambiciosa de redução das emissões em 45%, o Ministério da Indústria, que dá importância ao estabelecimento de metas com base em políticas concretas, está pressionando por uma meta mais conservadora de 35%.

O governo também pretende aumentar o uso de usinas de gás natural, que emitem relativamente menos dióxido de carbono durante a geração de energia térmica, e reduzir a dependência de usinas a carvão, ineficientes. Também está considerando expandir os projetos de energia renovável de acordo com a nova meta de redução.

Leia em Kyodo News (Inglês)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também