Nascimentos atingem novo recorde em 2020 e as mortes caíram pela 1ª vez em mais de uma década no Japão

Apesar da taxa de natalidade do país estar em queda há muito tempo, é a primeira vez que o número de mortes reduziu

Nascimentos atingem novo recorde em 2020 e as mortes caíram pela 1ª vez em mais de uma década no Japão

Em outubro passado, foi relatado que a taxa de natalidade no Japão despencou após a pandemia COVID-19. O Estado de Emergência levou a uma socialização significativamente menor e casais que planejam ter um filho, sem dúvida, adiam esses planos para uma época mais tranquila.

Agora o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar está analisando os números e chegou a um total preliminar de 827.683 nascimentos em todo o país em 2020. Eram esperados entre 830 mil e 840 mil, que ainda está bem abaixo da contagem de nascimentos de 2019, de 856.239, e a menor já registrada. Dessa forma, o ministério está prevendo a possibilidade de que os nascimentos caiam abaixo da marca de 800 mil ao longo deste ano.

Pelo lado positivo, eles também anunciaram que houve 9.373 mortes a menos em relação ao ano anterior, com um total preliminar de 1.384.544 em 2020. Isso pode parecer pequeno em termos percentuais, mas considerando o envelhecimento implacável da população aqui, o Japão está praticamente fadado a uma taxa de mortalidade cada vez maior nas próximas décadas.

O fato de qualquer diminuição ter ocorrido é significativo e esta é a primeira vez que aconteceu desde 2009. O fato é a gripe sazonal, ou influenza é a maior causa de morte do Japão e o número de mortes caiu espantosos 99,4% em média nesta temporada.