Médicos são contra viagens domésticas em meio ao ressurgimento do COVID-19

O Japão impôs um Estado de Emergência em todo o país em abril, mas à medida que os casos aumentam, há hesitação em restabelecer uma declaração de emergência em todo o país

Médicos são contra viagens domésticas em meio ao ressurgimento do COVID-19

Os turistas devem abster-se de viagens domésticas e os governos regionais devem agir de forma independente para conter o ressurgimento das infecções por coronavírus, disse quarta-feira a principal associação de médicos do país.

O presidente da Associação Médica do Japão, Toshio Nakagawa, alertou contra a possibilidade de viajar pelo país no início do feriado prolongado do Obon e disse que os governos regionais devem decidir por si mesmos se devem ou não fazer restrições obrigatórias em negócios ou viagens.

“Essas ordens não devem ser dadas uniformemente pelo governo nacional, mas devem ser tratadas pelas províncias com uma certa autoridade para lidar com a situação em suas regiões”, disse Nakagawa em uma entrevista na televisão.

Nakagawa pediu maior disponibilidade de testes de vírus e instou os cidadãos a mostrarem contenção durante o feriado. A província de Okinawa declarou Estado de Emergência na segunda-feira, enquanto a província de Aichi fez o mesmo na quarta-feira.